Cruz, nesta terça-feira, pouco antes de anunciar sua renúncia.
CHRIS BERGIN REUTERS

DO EL PAIS

Pouco depois do fechamento das seções eleitorais em Indiana, no Meio Oeste dos EUA, os meios de comunicação projetavam a vitória do bilionário nova-iorquino, a sua 28ª. nestes três meses de comícios e votações. O republicano levou todos os 57 delegados em jogo em Indiana, somando agora 1.053 dos 1.237 necessários para garantir sua aclamação na convenção partidária de julho.

Seja como for, é improvável que Trump consiga garantir matematicamente a indicação antes das primárias da Califórnia, no mês que vem, mas a nova vitória afasta o fantasma de chegar à convenção sem maioria absoluta. Faltam-lhe 184 delegados para isso, e as projeções mais pessimistas para Trump indicam que ele tem 120 garantidos nas primárias de Virgínia Ocidental, Nova Jersey, Washington, Oregon e Novo México. Os 60 delegados restantes poderiam ser facilmente obtidos na Califórnia, onde há 172 em disputa, e Trump lidera as pesquisas.

Cruz, que ganhou em nove Estados e soma 565 delegados, havia transformado Indiana em um objetivo central da sua campanha. Teoricamente, era um território propício ao senador, com uma sólida base de eleitores conservadores e religiosos – em Indiana, das últimas 10 eleições presidenciais os republicanos venceram 9.

A apuração, entretanto, confirmou o avanço de Trump que as pesquisas já indicavam nos últimos dias. Neste esforço final, Cruz tentou – em vão – mobilizar o eleitorado com o apoio do governador local, anunciou o nome da sua hipotética candidata a vice e selou um surpreendente pacto com John Kasich, terceiro colocado na disputa, para que este se abstivesse de fazer campanha no Estado.
Vantagem mínima para Sanders

No campo democrata, com 40% dos votos apurados, o senador Bernie Sanders lidera com uma apertada vantagem sobre Hillary Clinton (51,8% x 48,2%). Diferentemente do que ocorre entre os republicanos, os democratas de Indiana distribuem proporcionalmente os seus 92 delegados, o que permitirá a Hillary manter intacta a vantagem que já tem sobre Sanders.

A ex-secretária de Estado já se aproxima muito da indicação democrata, com 2.165 dos 2.383 delegados necessários – incluindo os chamados superdelegados, que não são escolhidos em primárias e podem votar livremente na convenção de julho.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos