mar
07
Postado em 07-03-2016
Arquivado em (Artigos) por vitor em 07-03-2016 13:07

DA VEJA (ONLINE)

O novo ministro da Justiça, Wellington César Lima e Silva, pediu exoneração do cargo de procurador-geral Adjunto do Ministério Público da Bahia. A deposição foi publicada no Diário Oficial da Justiça do Estado desta segunda-feira.

Silva é alvo de pedido liminar no Supremo Tribunal Federal (STF) que pede a suspensão de sua nomeação ao cargo. Ele assumiu o ministério na última quinta-feira. O PPS, autor da ação, sustenta que, por ser procurador de Justiça, Wellington César não pode assumir o cargo pelo princípio da separação dos poderes e pelo fato de que o MP ocupa posição de total autonomia e independência.

O partido argumenta que a Constituição Federal veda a possibilidade de que procuradores exerçam qualquer função pública, com exceção da de professor. O STF deve julgar o pedido nesta quarta-feira.

Apesar da exoneração, Wellington César continua integrando o quadro do MP baiano. O pedido de exoneração trata apenas do cargo de procurador-geral Adjunto do Ministério Público da Bahia.

(Da redação)

Be Sociable, Share!

Comentários

luiz alfredo motta fontana on 7 Março, 2016 at 13:14 #

O famoso “não sei quem”, reluta, insiste, persiste, confirmando a origem, ou seja, o bolso do colete de Wagner.

Não há como o STF acolher sua pretensão de ficar, não se preservada for a Constituição. Nem Barroso ousará tanto.

Wagner errou em sua prepotência ao julgar o bolso do próprio colete como seara de ministros.


luiz alfredo motta fontana on 7 Março, 2016 at 13:17 #

Poderia ter pedido apenas desculpas por embarcar no erro juvenil de Wagner. Decididamente o “não sei quem” desconhece as próprias vedações. Talvez só olhe as prerrogativas, a vida, talvez, acabe ensinando.


luiz alfredo motta fontana on 7 Março, 2016 at 13:56 #

As perguntas que não querem calar:

Insistir no famoso “nao sei quem” por qual razão?

Dona Dilma tem atração fatal por mazelas?

A nação deve parar por capricho wagneriano?

Terá sido por saber jurídico que o famoso “não sei quem” foi sacado do colete de Wagner, mesmo desconhecendo as próprias vedações?


regina on 7 Março, 2016 at 15:08 #

Tal qual Dilma, vai “aprender” no batente… ou n?o…
O apadrinhado tem um q de arrogância, desconhece consequências, afinal “Papai do céu” vai ajudar…


regina on 7 Março, 2016 at 15:09 #

Ou n?o…


Taciano Lemos de Carvalho on 7 Março, 2016 at 18:32 #

Eu tenho a força!!!

TRF do DF derruba liminar contra nomeação de novo ministro da Justiça

http://www.jornaldebrasilia.com.br/noticias/politica-e-poder/671265/trf-do-df-derruba-liminar-contra-nomeacao-de-novo-ministro-da-justica/


Taciano Lemos de Carvalho on 7 Março, 2016 at 20:43 #

Como superar os males do lulismo
Do Correio da Cidadania
http://www.correiocidadania.com.br/
Escrito por Hamilton Octavio de Souza*

“Nas eleições de 2014, precisou ampliar de tal forma o leque de seu esquema de sustentação que acabou por carrear ao Congresso Nacional um contingente expressivo de parlamentares manietados pelos lobbies mais nefastos do país, como o do agrotóxico, do fumo, das montadoras, ruralistas, fundamentalistas evangélicos e as bancadas da bola e da bala.”

“Afinal, por que os movimentos sociais populares e dos trabalhadores seriam contra o impeachment de uma presidente que mentiu na campanha eleitoral e que adotou o programa neoliberal defendido pela direita? Por que o movimento social dos trabalhadores e das esquerdas necessita ser omisso, silencioso ou mesmo conivente com os esquemas de corrupção? Por que os pobres e os trabalhadores precisam dar respaldo político a um governo loteado com os partidos tradicionais das classes dominantes? Por que apoiar um governo que não se empenha na reforma agrária, na construção de moradias e muito menos no investimento real dos serviços públicos de transportes, saúde e educação?”

http://www.correiocidadania.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=11464:como-superar-os-males-do-lulismo-&catid=72:imagens-rolantes


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos