fev
26
Postado em 26-02-2016
Arquivado em (Artigos) por vitor em 26-02-2016 00:27

DEU NO BLOG POR ESCRITO ( DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

A morte do corujão

Se a uma situação se aplica o ditado “já vai tarde” é, certamente, ao programa de entrevistas que o humorista Jô Soares ainda apresenta nas madrugadas da Rede Globo, cujo término foi agora anunciado.

Iniciado 28 anos atrás no SBT, o programa foi um marco na TV brasileira, com entrevistas diárias de alta qualidade, no período de redemocratização do país, para a qual muito contribuiu.

Ultimamente, e já há muito tempo, vinha sendo, preferencialmente, um espaço de promoção dos artistas e interesses da Globo, com a audiência muito prejudicada pela exibição cada vez mais tarde.

Ao vivo, por Hélio Fernandes

Colecionador de grandes desempenhos com seu refinado espírito, Jô não escapou, no entanto, de várias escorregadas neste longo período, como no dia em que recebeu o jornalista Hélio Fernandes.

Em certo momento, Hélio fez uma crítica à revista Veja e o apresentador não gostou. “Você está dizendo isso porque eu trabalho na Veja?” – indagou.

O jornalista, que jamais foi flor que se cheirasse, como, em outro estilo, o irmão Millôr, não gostou da censura e fez blague: “Ah, é? Você trabalha na Veja? Eu não sabia…”

Criado o constrangimento no auditório e nas casas, Jô caminhou rapidamente para o fina. Ao pronunciar o bordão “eu conversei aqui com…”, foi interrompido: “Conversou, não, ouviu”.

Realmente, com seu largo conhecimento da história e, particularmente, da política do Brasil, Hélio Fernandes deu o que se pode chamar de verdadeira aula.

Na cama alheia

Mas houve episódios piores. Entrevistando remanescentes dos artistas da Jovem Guarda, insinuou, na presença dela, que a cantora Wanderléa havia tido um caso amoroso com Roberto Carlos.

Em outra oportunidade, quando foi ao estúdio um garotinho que supostamente tinha uma memória prodigiosa, o que não era verdade, arremessou ao ar as cartas de baralho com que o entrevistava depois que o pai da criança, no ar, ter-lhe pedido um emprego.

Doutor Roberto

Uma particularidade não fugiu aos que o acompanharam com certa regularidade: Jô Soares tratava de “você”, invariavelmente, todos os seus convidados, que com ele “conversavam” no estúdio. Fê-lo com os mais vetustos que sentaram naquele sofá, por mais idosos que fossem.

Porém, no retorno à Globo, à qual dirigira, quando fora, escabrosas palavras, em sua entrevista de estreia – não mais no “Jô Soares Onze e Meia”, mas no “Programa do Jô” –, “ouviu” Roberto Marinho nos jardins da residência do Cosme Velho, tratando-o, pudicamente, de “senhor”.

Be Sociable, Share!

Comentários

Taciano Lemos de Carvalho on 26 Fevereiro, 2016 at 8:43 #

Quando esse diabo de trem da Lava-Jato vai parar? Se não parar vai atropelar “um trem” de gente.

Descarrilham as ferrovias Norte-Sul e Integração Leste-Oeste.

“PF cumpre mandados em seis estados em operação de desdobramento da Lava Jato”

Buscas estão acontecendo nos estados do Paraná, Maranhão, Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo, Goiás e no Distrito Federal.

http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2016-02/pfl-cumpre-mandados-em-seis-estados-em-operacao-desdobramento-da-lava-jato


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2016
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    29