fev
12

Wilson Faz Uma Falta Descomu(Simo)nal!!! Boa Noite a noite toda, até o sábado chegar.

(Gilson Nogueira)

fev
12
Posted on 12-02-2016
Filed Under (Artigos) by vitor on 12-02-2016

DEU NO BLOG O ANTAGONISTA

Suíça confirma validade das provas contra Odebrecht

O Globo informa que a Autoridade Central da Suíça reafirmou que não há limitações para o uso dos documentos bancários suíços enviados à Lava-Jato.

A Odebrecht tentou anular os documentos encaminhados pelo MP suíço, que provam que a empreiteira foi beneficiária de dinheiro do petrolão no exterior.

Diz a matéria: “Em ofício encaminhado ao Ministério da Justiça no dia 2 de fevereiro, o representante suíço Guillaume Rousseau afirmou que o erro de procedimento do MP suíço ao encaminhar documentos ao Brasil não altera a legalidade dos documentos. Rousseau disse que Justiça Suíça nunca invalidou as informações.”

Sérgio Moro já havia confirmado a utilidade das provas, mas é bom que fique claro.

DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)
Jornal diz que Bahia não perdeu receita

O governo do Estado faz aprovar leis que agravam o contribuinte, nega reajuste ao funcionalismo e corta recursos do orçamento sob o argumento de que a crise econômica do país causou forte impacto na arrecadação.

Estranhamente, porém, a Bahia não aparece em balanço da Folha de S. Paulo entre as 17 unidades da Federação que mais sofreram perda de receita em 2015, tendo à frente o Rio de Janeiro, com R$ 14,3 bilhões, e São Paulo, com R$ 6,8 bilhões.

Outros dois Estados apresentam números expressivos: Minas Gerais, que deixou de receber R$ 2,5 bilhões, e Rio Grande do Sul, que perdeu R$ 2,1 bilhões. No final da lista vem Sergipe, com prosaicos R$ 24 milhões.

Imprimir Imprimir Enviar por e-mail Enviar por e-mail

Irresponsabilidade fiscal marca gestões

Data: 11/02/2016
10:23:40

A matéria, sob o título “Lei de Responsabilidade Fiscal já ameaça 20 Estados”, foi publicada pelo jornal paulista na terça-feira de Carnaval, tendo possivelmente sido tragada pelos ecos da folia.

Os dados relativos a esse item mostram que, na verdade, a irresponsabilidade é que marca o exercício dos governos estaduais, já que nenhum dos pesquisados conseguiu manter-se abaixo do nível de “alerta” na relação entre a receita e a folha de pessoal, que é de 44,1%.

Treze Estados mais o Distrito Federal nem mesmo respeitaram o limite prudencial, que é de 46,55%. Nesse particular, a Bahia, que já havia divulgado o dado, gastou com a folha de pagamento 47,35% da receita corrente líquida, ocupando o 11º lugar.

O limite máximo de 49% foi ultrapassado por quatro Estados: Rio Grande do Norte (52,53%), Tocantins (51,67%), Mato Grosso (50,20%) e Rio Grande do Sul (49,18%). O melhor desempenho ficou com Rondônia: 44,39%.

“Incerteza”, de Tom Jobim e Newton Mendonça, com Fátima Guedes. Outros tons para um tempo de recolhimento e meditação.

BOM DIA!!!

(Gilson Nogueira)

DEU NO BLOG O ANTAGONISTA

OTÁVIO AZEVEDO É LIBERTADO DE NOVO

Era uma questão de tempo para que Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, fosse libertado novamente.

A defesa do executivo entrou com recurso e o MPF deu parecer pela libertação, o que foi corroborado pelo juiz Marcelo Bretas, responsável pela ordem de prisão.

O acordo de delação premiada firmado por Azevedo tem abrangência nacional e as informações repassadas vão beneficiar também a investigação sobre Angra 3, sob comando de Bretas.

fev
12
Posted on 12-02-2016
Filed Under (Artigos) by vitor on 12-02-2016


Sid, no portal de humor gráfico, A Charge Online

DO EL PAIS

Jan Martínez Ahrens

Cidade do México

O sangue e o fogo sacudiram na noite desta quarta-feira a penitenciária estadual de Topo Chico, em Monterrey, no norte do México. Quarenta e nove presos morreram (o número divulgado inicialmente era de 52) após uma rebelião carcerária, segundo confirmou o governador de Nuevo León, Jaime Rodríguez, El Bronco. Há também 12 feridos, cinco deles em estado muito grave. Os cartéis de narcotraficantes Golfo e Los Zetas têm uma forte presença nesse presídio. Segundo as primeiras versões, a tentativa de fuga e assassinato de Jorge Hernández Cantú, membro do cartel do Golfo e um dos líderes do presídio, detonou a rebelião. Sua morte quando pretendia fugir supostamente desencadeou, segundo estas versões, um ato de vingança. Um confronto que, diante da incapacidade das forças de segurança, terminou em um imenso banho de sangue.

Os presos se rebelaram por volta de meia-noite (4h em Brasília). Os agentes carcerários pediram então reforço do Exército, que entrou na prisão por volta de 1h30. Pelo Twitter, o Governo do Estado de Nuevo León disse que a unidade carcerária está “sob controle”.

Essa rebelião carcerária ocorre na véspera da chegada do papa Francisco ao México. Na próxima quarta, o pontífice deverá visitar a penitenciária estadual de Ciudad Juárez, onde libertará 50 detidos.

Motins carcerários são comuns no México há vários anos. O último grave ocorreu em La Pila (Estado de San Luis Potosí), deixando 13 mortos. Imagens divulgadas após essa revolta mostraram ao mundo as terríveis condições de vida no interior daquele presídio.

Cerca de 250.000 indivíduos cumprem pena nas cadeias do México, e o novo motim volta a confrontar o país com seus problemas carcerários, especialmente a superlotação e as más condições. Mas o maior desafio talvez seja o domínio dos cartéis sobre as prisões, a tal ponto que muitas delas são regidas pelos desígnios dessas quadrilhas. Elas controlam as visitas, as drogas e a alimentação; emprestam dinheiro e, caso não recebam de volta, exercem a violência sem remorsos. Na prisão a ser visitada pelo Papa na semana que vem, os cartéis chegaram a organizar corridas de cavalos anos atrás, diante do silêncio cúmplice das autoridades.

Sucessivos presidentes mexicanos tentaram recuperar o controle sobre as prisões, mas quase ninguém no país acredita que isso será possível. A recente fuga do traficante El Chapo por um incrível túnel de 1.500 metros na prisão de segurança máxima de El Altiplano demonstrou a enorme debilidade do sistema. Controlada pelo Governo Federal e supostamente submetida a contínuas medidas de vigilância, essa penitenciária era considerada a mais segura do país – mas nada pôde contra o poder corruptor do líder do Cartel de Sinaloa. Bastou-lhe levantar uma lajota no chuveiro e fugir sem que os alarmes fossem ativados durante várias horas. Após essa humilhante saída, a cúpula do sistema carcerário mexicano foi destituída.

nigília no México p

  • Arquivos

  • Fevereiro 2016
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    29