jan
26
Postado em 26-01-2016
Arquivado em (Artigos) por vitor em 26-01-2016 00:16

CRÔNICA

MINHA ALMA TORCE

Gilson Nogueira

Minha alma canta, como a de Tom Jobim, quando vejo o Rio de Janeiro, de cima, da janela do avião. O mesmo acontece ao sobrevoar Salvador. Antes, diziam os antigos, “um colar de pérolas”.Hoje, não mais. A Cidade da Bahia é uma enorme maquete de contrastes e absurdos. Roubaram-lhe o colar.Mas, a poesia resiste.
Paradoxalmente construida em cima da beleza que Deus criou, Salvador é uma metáfora sem o brilho de outros carnavais. A violência urbana transformou a primeira capital do Brasil no império do medo,sufocou-lhe a alegria.
Quem busca inspiração, para compará-la, na atualidade, a uma jóia, desiste.
Salvador lembra, infelizmente, armadilha, considerando a ação dos bandidos que a transformaram na metrópole do crime na porta de entrada do turismo no Nordeste.
Apesar desse quadro de descontentamento, em função da insegurança pública, há motivo forte a provocar gritos de gol na arquibancada de minhas recordações. E na de muita gente,como eu.
Recordo,aqui, o avistar a terra em que nasci da janelinha do Andes, navio inglês que me trouxe da adorável Santos, até o Porto, em 1957. E de ter, dois anos depois, a maior emoção da minha vida, ao testemunhar o Esporte Clube Bahia campeão da primeira disputa de um campenato brasileiro de futebol, a Taça Brasil.
Por ser o maior feito do clube azul,vermelho e branco, o Esquadrão de Aço, derrotando, em 1959, no Maracanã, então considerado o Maior Estádio do Mundo, por 3×1, o Santos de Pelé, sinto na alma do torcedor que só irá visitar a Fonte Nova no dia em que ela voltar a ser chamada de Estádio Octávio Mangabeira, um faiscar de esperança por constatar que o maior time do planeta, nas suas divisões de base, está preparando os futuros campeões brasileiros da Nova Era, aquela que, nos espaços serenos da memória, os “Heróis de 59”, título do livro que o jornalista Antônio Matos está ultimando, ressurgirão, com talento e brio, no modo de atuar em campo.Em corpo e alma de meninos que vi jogar, como anteontem, pela TV,contra o América de Minas Gerais.
Salvador, por essas e outras, é a grandeza do Bahia. O banditismo organizado haverá de perder o jogo, meu povo!
Gilson Nogueira é jornalista, col
aborador da primeira hora do BP

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Janeiro 2016
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031