DEU NO BLOG POR ESCRITO(DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

OPINIÃO

Uma longa equação na Bahia até 2022

Os próximos seis anos da política baiana podem ser representados por aquela cena recorrente que ilustra a descrição de grandes problemas: num quadro-negro que ocupa todo o fundo da sala, uma intrincada sucessão de fórmulas, símbolos e incógnitas.

Em meio a esse emaranhado, porém, uma afirmação pode ser feita: o prefeito ACM Neto é, inarredavelmente, candidato à reeleição, apesar dessas avaliações esquisitas que andaram por aí, segundo as quais ele temeria enfrentar a partir de 2017 a escassez de recursos decorrente da “crise”.

Sensatez é preciso. Neto ganhou a Prefeitura contra as máquinas federal e estadual em ponto de bala e assumiu o cargo com a cidade e as finanças em frangalhos. Não será agora, com melhor domínio da gestão e popularidade, diante do adversário enfraquecido, que abrirá mão do poder.

Igualmente frágil é a ideia adjunta de que, não sendo candidato este ano, o prefeito também poderia não enfrentar o governador Rui Costa em 2018, mas guardar-se para 2022. Faltou dizer o que ele faria nos seis anos seguintes.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Janeiro 2016
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031