jan
25
Postado em 25-01-2016
Arquivado em (Artigos) por vitor em 25-01-2016 01:23

DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

A sociedade espera a palavra de Dilma

Como forma de superar as dificuldades que enfrenta no Congresso – votação de projetos do “ajuste fiscal” e a possibilidade de impeachment –, a presidente Dilma Rousseff escalou o ministro Jaques Wagner para conversar com a oposição.

O diálogo é necessário, não há dúvida, mas é preciso levar em conta a peculiaridade que passou a cercar Wagner desde que contra ele vieram à tona denúncias de tráfico de influência e propina eleitoral, levando-o a ausentar-se até de solenidades oficiais.

Sem falar que à oposição, na presente conjuntura, não cabe o papel de ajudar o governo, seria indispensável que o embaixador presidencial fosse alguém que, ao mesmo tempo em que tratasse com deputados e senadores, estivesse aberto à interlocução com a sociedade.

A esta altura, entendimentos sigilosos, através de um representante que se mostra desinteressado de prestar publicamente contas políticas, estão condenados à mesma ineficácia que vem apresentando a articulação da presidente no âmbito legislativo.

Convém destacar que o movimento pelo impeachment perdeu força não por causa dos bons ofícios de graduados assessores ou distribuição de cargos, e sim pela desmoralização completa do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, seu principal algoz.

Tarefa quase impossível, a reconquista da confiança da nação é o único caminho para Dilma, primeiramente, não cair, e, depois, tentar reconduzir o país à recuperação econômica. O chá e simpatia do ministro, mais uma vez, não serão suficientes.

Be Sociable, Share!

Comentários

luiz alfredo motta fontana on 25 Janeiro, 2016 at 7:22 #

E por falar em Wagner, o descolado mordomo de Aratu, hoje esgueirando-se nos corredores do Planalto. vale a pena ler Cláudio Humberto:

———————-

JEITO HUMILDE DE VIVER
PRÉDIO DE WAGNER EM SALVADOR TEM TELÉFERICO E PÍER PARTICULAR
EX-OPERÁRIO, MINISTRO VIVE NO LUXO DE APÊ COM TELEFÉRICO E PÍER
Publicado: 24 de janeiro de 2016 às 13:17 – Atualizado às 14:07

O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, aumentou seu padrão de vida nos últimos anos, período em que ocupou o governo da Bahia. Wagner hoje é dono um apartamento no bairro mais luxuoso de Salvador. O prédio do petista conta até com teleférico e píer particular.
O imóvel fica no bairro Vitória, mais precisamente na região conhecida como Corredor da Vitória, um dos metros quadrados mais caros do País, comparado ao de áreas nobres da zona sul do Rio. No bairro, vive praticamente toda a elite política e empresarial da capital baiana, além de artistas famosos.

Segundo registro em cartório, o apartamento custou R$ 1,45 milhão. A compra foi efetivada em março de 2011, cinco meses após a reeleição de Wagner como governador. Até o fim de 2014, porém, ele continuou morando no Palácio de Ondina, residência oficial do governador. Mudou-se para o novo endereço no ano passado.

Além de píer e teleférico que dá acesso à praia, o prédio dispõe de academia, piscina, sala de cinema e quadra poliesportiva. O imóvel tem a melhor vista da cidade para a Baía de Todos os Santos.

Imóvel

Por meio dos dados registrados em cartório, a reportagem obteve detalhes sobre o apartamento de Wagner. O imóvel tem área privativa de 252,08 metros quadrados. Conta com sala de jantar, quatro quartos com suíte, lavabo, área de serviço de dois quartos de empregada.

Há cerca de seis meses, o corretor Raimundo Epifânio da Silva, especialista em imóveis no Corretor da Vitória, vendeu um apartamento igual ao de Wagner. Ele conta que o negócio foi fechado em R$ 3,5 milhões. “Depende do estado do apartamento. Se estiver arrumado, reformado, vale mais”, disse Epifânio.

Antes de ser eleito pela primeira vez, Wagner morava no bairro Federação, num apartamento que ele declarou ter comprado por R$ 150 mil, em 2001. O ministro vendeu o imóvel a Antonio Celso Pereira, que é ligado politicamente a Wagner. Ele foi superintendente no governo da Bahia e diretor na Companhia de Docas do Estado. Pereira pagou R$ 900 mil pelo imóvel de Wagner.

Com formação de técnico de manutenção, Wagner atuou como dirigente sindical entre 1975 e 1990, quando se elegeu deputado federal. Por ter exercido dois mandatos, ele ganha uma aposentadoria de R$ 10 mil. No fim de 2014, a Assembleia Legislativa da Bahia criou uma aposentadoria de R$ 19 mil para ex-governadores, o que acabou beneficiando Wagner.

Por meio de sua assessoria, o ministro disse que a transação foi feita de acordo com valores de mercado e que o imóvel consta da declaração de imposto de renda dele.
—————-

Aqui foto da varanda do “humilde” apto.

http://www.diariodopoder.com.br/style/images/images/jaques%20wagner%20e%20apartamento%20em%20salvador.jpg


luiz alfredo motta fontana on 25 Janeiro, 2016 at 14:49 #

Merecia pauta esta foto, desta varanda Wagner sonha com a ponte de 13km, já o fisco, por certo ignora as contas de chegar, assim como os eleitores é claro!

Vida mansa que segue até uma eventual surpresa numa destas manhãs ensolaradas, ou não?


luiz alfredo motta fontana on 25 Janeiro, 2016 at 19:32 #

Penitencio-me!

Para mim, distante deste mar encantado, pareceu ser relevante as peripécias imobiliárias de Wagner, ledo engano, após 13 horas da interposição, via comentário, do artigo e endereço da foto, o silêncio soteropolitano é gritante, Wagner ao que parece alçou às alturas sem deixar resquícios de dúvidas aos conterrâneos.

Penitencio-me, afinal, parece inexistir surpresas, a não ser a minha, talvez, quando muito, de dois ou três desencantados desavisados, paulistas ou não.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Janeiro 2016
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031