Ciro, Dilma e Lupi no Congresso so PDT em Brasília…


…e Brilola, que ontem (22) festejaria 94 anos.

ARTIGO DA SEMANA

Festa para Ciro na sombra da memória de Brizola

Vitor Hugo Soares

Propaga-se, em meio a intenso e estranho foguetório de artifício e alarido, a notícia da festança que o PDT preparou para este fim de semana, em Brasília, de todos os bafafás e no Rio de Janeiro, de São Sebastião crivado de flechas. O motivo é o “lançamento bem antecipado” – diz nota na coluna Esplanada, da Folha – da candidatura do esquentado político de alta rotatividade partidária, Ciro Gomes (ex-ministro de Lula), a presidente da República em 2018, pelo partido fundado por Leonel Brizola (legendário nome da política brasileira), atualmente sob o comando do notório Carlos Lupi (ex-ministro dos governos petistas de Lula e Dilma), que segue amigo do peito e operando a serviço dos dois.

Não é preciso ser bom detetive, ou razoavelmente informado repórter e analista político, para detectar: As pegadas mal disfarçadas desta armação toda têm origem no Palácio do Planalto. Bem próximo do local, o PDT realiza o seu Congresso Nacional, com visita aguardada da presidente da República que, de uns dias para cá, voltou a bater asas com intensidade para o brizolismo.

Este é um dos frutos insidiosos, do trabalho solerte e primário (não raramente desastrado), dos “feiticeiros” e “alquimistas” de plantão, montados no poder há mais de 12 anos. De barbas branca ou de cara lavada. Sempre empenhados em estranhas transações e maquinações fixadas na manutenção de um cambaleante projeto de poder que se desnuda e naufraga à medida que a Lava Jato e a Zelotes avançam.

Indiferentes aos vaidosos e arrogantes pensamentos do fundador e líder nacional maior, do partido no governo há mais de 12 anos, que agora se proclama a alma mais honesta do Brasil. O “sapo barbudo” das mais severas críticas de Brizola quando vivo.

As notícias revelam também: a idéia da festa para Ciro partiu de Lupi. Foram convidados caciques pedetistas de todos os estados porque o evento – do começo prematuro da campanha presidencial, do político cearense – marcará, ao mesmo tempo, a homenagem póstuma ao grande e autêntico líder trabalhista, Leonel Brizola, que faria 94 anos, sexta-feira, 22 de janeiro. Para este sábado, 23, está programado, no Rio de Janeiro, uma festa – comícioem São Gonçalo, em frente a um dos primeiros Centros Integrados de Educação Pública (CIEP), construídos no Governo Brizola, a partir de projeto educacional revolucionário do professor e pensador Darcy Ribeiro, que o líder gaúcho sonhava espalhar por todo o País.

É neste ponto da história que reside o X da questão. Para o jornalista é a razão crucial destas linhas, de gratas recordações pessoais e profissionais, que considero relevante compartilhar, em memória do aniversariante. O pensamento levanta vôo e vai parar no Uruguai, na beira do Rio da Prata.

De férias do Jornal do Brasil, depois de cumprir de avião a larga e várias vezes percorrida rota Salvador- Porto Alegre, desembarco, de ônibus, com Margarida,no imponente terminal bem no centro da capital do país oriental da América do Sul. Viajo para rever, abraçar,conversar e matar saudades de queridos e generosos amigos – principalmente o falecido coronel Dagoberto Rodrigues, ex-dirigente dos Correios (equivalente ao Ministério das Comunicações) no deposto Governo de João Goulart; e o bravo jornalista alagoano, atuante no Rio, Paulo Cavalcante Valente – ambos da primeira leva de exilados depois do golpe.

Através deles chego a Brizola, às vésperas de sua tensa e polêmica expulsão, pela ditadura recém implantada no país vizinho, para ir cumprir nos Estados Unidos, governado pelo democrata Jimmy Carter, a sua penúltima etapa de exílio, antes de poder retornar à sua pátria. Então, Portugal também se debatia nos solavancos da transição da ditadura salazarista, que durara 50 anos, e seu povo buscava reencontrar os caminhos da liberdade, da democracia plena e do desenvolvimento econômico e social.

Numa estância, no povoado de Carmen, província de Durazno, deu-se o encontro, cujas conversas duraram parte da tarde, e a noite (até a madrugada). Uma vida e uma historia aprendidas, que não cabem nestas linhas. O que importa aqui e agora é que, a certa altura, Brizola me segurou pelo braço, ao modo das conversas gauchescas, conduziu-me para perto de uma porteira… E falou:

-Tu sabes que eu venho de longe, baiano. Quero que anotes o que digo agora e podes me cobrar depois, se houver oportunidade: Portugal vai superar mais cedo as desgraças e atrasos de seu meio século de ditadura. O Brasil levará muito mais tempo para ultrapassar os efeitos de 20 anos do regime que implantaram em nosso País com o golpe contra Jango.

Mostro surpresa, pergunto por que, e ele arremata:

-Vejo daqui que continuamos no mesmo. Somos um país de reduzida perspectiva histórica. Nossos políticos e governantes só enxergam até um palmo abaixo do próprio umbigo. Ou, no máximo até a eleição mais próxima. Anotastes?

Anotei. E vejo toda a clarividência profética das palavras de Leonel Brizola, ao observar fatos da semana e a festa, do PDT de Lupi, para Ciro. Constato que Brizola vive. Salve!

Vitor Hugo Soares é jornalista, editor do site blog Bahia em Pauta. E-mail:Vitor_soares1@terra. Com.br

Be Sociable, Share!

Comentários

Rosane Santana on 23 Janeiro, 2016 at 0:55 #

Beleza!


MANOEL QUEIRÓS on 23 Janeiro, 2016 at 1:48 #

IMAGINO AGORA QUE, SE VIVO ESTIVESSE O BRIZOLA, PROVAVELMENTE O LUPI JÁ TERIA VOLTADO A ENTREGAR JORNAL, COMO QUANDO O BRIZOLA O CONHECEU, POIS ESSE FARSANTE É TÃO DESPREZÍVEL QUE FAZ CONFUNDIR A HISTORIA DESTE PARTIDO QUE JÁ FOI ORGÂNICO E HOJE É “MERCÂNTICO”.
BEM FAZEM, O REGUFFE, O CRISTOVÃO BUARQUE EM COLOCAR OS PÉS PRA FORA DESTA POCILGA!


Taciano Lemos de Carvalho on 23 Janeiro, 2016 at 7:20 #

Salve! Salve Brizola!

Brizola vive!

O PDT morreu. Melhor dizer: o grupo de Lupi o enterrou


Taciano Lemos de Carvalho on 23 Janeiro, 2016 at 9:45 #

Cruz Credo! Em única foto, além de Lupi, dois pedetistas (????) da boquinha. Os dois ministros do partido.

É um sofrimento ter que ver essa imagem. É cruel para quem militou no PDT por mais de 20 anos.


Chico Bruno on 23 Janeiro, 2016 at 10:03 #

Triste Brasil. Estamos em uma sinuca de bico.


luiz alfredo motta fontana on 23 Janeiro, 2016 at 10:51 #

Caro VHS

Brizola sempre foi elegante com o “povo brasileiro”, essa expressão que frequentava quase todos seus pronunciamentos.

Talvez por isso, ateve-se aos político,s quando criticou, com precisão cirúrgica, a visão rasa e curta.

Nessa época, enquanto o exílio o consumia, na tua Salvador, na minha Marília, em todos os rincões desta vasta Pindorama, cidadãos mimetizados de “Petains”, inscreviam-se nos cursos da ESG, jornalistas, radialistas, médicos, juízes, advogados, promotores, empresários, carreiristas do serviço público, executivos das estatais, todos em busca de segurança e futuro junto aos coturnos de plantão.

Brizola, por certo, conhecia o fenômeno, Petains se reproduzem, por afinidade e medo.

Seria didática, além de necessária, a adoção de uma pauta que rebuscasse a “curricula vitae” dos empreiteiros da lava jato, é quase certo que se encontrará muitos egressos destes malfadados cursos. Assim como na galeria de aposentados de nossos tribunais. na formação de uma gama imensa de políticos dispersos em vários partidos, afinal os anos passam.

Brizola, repito, era elegante.

Saíram os coturnos, é verdade, Collor aventurou-se na esteira de Sarney e da imensa compulsão à terceira via (confiável aos militares, é claro) de Tancredo, depois a invasão de tucanos na esteira da ingenuidade de um baiano excêntrico, falo de Itamar, que anestesiaram, por um tempo, a multidão, com um discurso gongórico, afrancesado e mitológico. Ate que tomou de assalto o Planalto, um novo exército de aparelhados, que nem mais necessitam travestirem-se com macacões, basta apenas exclamarem: “Ave Lula”!!!

Verdade que desafinam quando tentam ecoar: “Ave Dilma”!!!

Ciro é apenas a versão bizarra de um fenômeno antigo em Pindorama, fizemos até de Getúlio um herói, mesmo com o sangue respingado de Olga em suas vestes .

Brizola também conhecia este pecado!

Somos um país de “Petains” desavergonhados, ao que parece.

Tim Tim!!!

(Sem ESG e sem cartilhas)


José Macedo on 23 Janeiro, 2016 at 19:50 #

Amigo, Vítor Hugo, abstraio-me da requentada discussão: Se Brizola fosse vivo apoiaria a Presidente Dilma. Mas, adianto que não ficaria com o PSDB do Aécio, do FHC e Catervas. Memorizando seu inteligente pragmatismo, Brizola aceitou ser vice da chapa encabeça por Lula. Votamos no Lula, várias vezes! Apesar das severas críticas de ambos os lados, Brizola e Lula ficavam juntos, ao final.

De outro lado, falar do Lupi como político e presidente do partido fundado por Brizola e outros brasileiros ilustres, dá asco e revolta. O PDT presidido pelo “capo’ Lupi é um outro, NÃO É O NOSSO, O QUE JÁ É DE NOSSO RECONHECIMENTO. HÁ MUITO TEMPO. Nós do PDT de Brizola, após anos de militância, temos essa consciência, Brizola não VIVE (!) naquele prédio da Sete de Setembro ou na Fundação Alberto Pasqualini. Brizola vive na mente ou na memória daqueles que, ainda, não esqueceram dos ensinamentos. O capo e sua trupe saquearam a sigla e as sedes, não os ideais de Brizola, Darci e outros. Da mesma forma, o PTB foi descaracterizado e saqueado. Com certeza, a história tratará de colocar em seu devido lugar esses fatos, rasgando essa página tosca e manchada da política brasileira. O Lupi é um farsante, possuidor de um discurso vazio, empolado, verborrágico de um vendedor. Certamente, consegue manter a seu lado, pessoas de seu estilo, beneficiários de benesses, apadrinhamentos e empregos. O PDT de hoje não é diferente dos demais partidos mantidos à custa de um gordo Fundo Partidário, cujos valores são imunes de qualquer controle, apesar de ser dinheiro público. Portanto, ser presidente de partido político é um excelente negócio. É negócio lucrativo para qualquer vendedor. Meu amigo é a nossa política!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Janeiro 2016
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031