jan
08
Postado em 08-01-2016
Arquivado em (Artigos) por vitor em 08-01-2016 00:27

DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIZ AUGUSTO GOMES)

Jogando no Bolsa

O crescimento real do salário mínimo é um avanço inquestionável do governo do ex-presidente Lula, após oito anos de arrocho praticada pelo governo Fernando Henrique Cardoso.

Nesse contexto, o Bolsa Família representou um importante apoio à política de ampliação da renda das camadas mais pobres da população, e nela tem seu mérito, também, FHC, que lançou as bases do programa.

Os dois lados jamais se entenderam. Dos tucanos, vinha a versão de que se tratava de assistencialismo eleitoreiro, sem mesmo a cobrança rigorosa da contrapartida da frequência escolar e vacinação das crianças beneficiadas.

Já os petistas, que não reconheciam no governo anterior o embrião do programa, preferiram a estratégia de terror, dando como certo que, caso o adversário voltasse ao poder, o cancelamento do Bolsa Família seria imediato.

Alguns anos e campanhas depois, expõe-se a flacidez de atos e opiniões sobre esse que, se Francelino Pereira ainda produzisse frases, seria “o maior programa social do Ocidente”. E para severa condenação de Aécio Neves, a presidente Dilma veta no orçamento de 2016 o reajuste aprovado pelo Congresso.

OPINIÃO

Cavalos desembestados

A propósito, este atual movimento por impeachment comporta um particularidade: é político na mais reles acepção da palavra.

É possível que a presidente Dilma tenha, ela que tão ciclista é, dado uma pedalada irregular, e seria o caso de depô-la… se estivéssemos, digamos, na Finlândia.

Entretanto, estamos no Brasil, num quadro – forçoso é repisar – que à queda da presidente corresponderia o assalto de novo tropel, ou, ainda que este fosse evitado, um destino altamente incerto.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Janeiro 2016
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031