DEU NA TRIBUNA DA BAHIA

David Mendes

O Instituto Paraná Pesquisa divulgou ontem um levantamento realizado em 13 capitas brasileiras entre os meses de agosto a dezembro e, conforme o resultado, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), é o melhor avaliado entre os gestores municipais.

Na capital baiana, o instituto ouviu 643 pessoas em outubro do ano passado e, desse total, 84,7% aprovaram a administração do democrata. Apenas 11,7% desaprovam a maneira ACM Neto de governar, que completou na semana passada três anos à frente da administração da terceira maior capital do país. No ranking, o gestor soteropolitano está a 20 pontos do segundo melhor colocado, o prefeito de Maceió (AL), Rui Palmeira (PSDB), que tem a gestão aprovada por 64,4% dos maceioenses.

Na terceira posição aparece o prefeito de Recife, Júlio Delgado (PSB), aprovado por 57,6% dos recifenses. Esta é a terceira vez consecutiva – de institutos diferentes – que o prefeito de Salvador lidera o ranking dos melhores avaliados das capitais brasileiras. “O mais importante não é ser avaliado como melhor prefeito do Brasil. O fundamental mesmo é ter a consciência de que todos os dias faço o melhor que posso por minha cidade”, postou ACM Neto em sua conta no Facebook.

O prefeito ainda aproveitou o momento de euforia por conta da repercussão dos números da Paraná Pesquisa para mandar, nas entrelinhas, um recado. “Sei que ainda posso fazer muito mais!”, escreveu. A oito meses das eleições municipais, o democrata tem se recusado a oficializar sua pré-postulação à reeleição. Todas as vezes que é questionado, ele tem uma resposta pronta na ponta da língua: de que não sabe ainda se será candidato este ano. A divulgação da consulta da Paraná Pesquisa animou aliados do gestor democrata. O presidente nacional do Democratas, o senador Agripino Maia, afirmou que, no campo administrativo, ACM Neto “interpreta com fidelidade” as ideias do Democratas.

“O prefeito ACM Neto é um político que sabe se cercar dos bons e não convive com a improbidade. É na política brasileira um exemplo a ser seguido e referência que os seus companheiros do partido Democratas aplaudem com satisfação. A pesquisa é reflexo da percepção popular sobre tudo isso que citei”, disse o senador, em entrevista à Tribuna. Outro que comemorou os números foi o presidente do DEM na Bahia, o deputado federal José Carlos Aleluia. Para o dirigente baiano, os soteropolitanos reconhecem as “profundas transformações” que estão sendo feitas na capital. “Num país desesperançado que hoje vive a desdita de estar sob a governança do PT, ACM Neto é a certeza de que o Brasil tem jeito”, comemorou.

Oposição diz que amostragem é “superficial”

A oposição na Câmara de Vereadores de Salvador considerou “superficial” o levantamento do Instituto Paraná Pesquisa, que apontou ACM Neto (DEM) como o prefeito melhor avaliado entre 13 capitais brasileiras. A vereadora Aladilce Souza (PCdoB), que assumiu a liderança da Bancada de Oposição no Legislativo soteropolitano no lugar do colega Luiz Carlos Suíca (PT), os números não significam um favoritismo do gestor soteropolitano nas eleições municipais deste ano, onde o democrata irá disputar a reeleição. A reportagem tentou falar com Aladilce, mas seu celular estava desligado.

Ontem, em entrevista ao Bocão News, a comunista defendeu que a consulta se baseia na impressão das pessoas. “Se fosse mais amplia e profunda não teria esse resultado. Mas, diante da situação que Salvador se encontrava na gestão passada [do prefeito João Henrique], qualquer administração um pouco melhor seria bem avaliada”, analisou a vereadora. A opositora disse ainda que a gestão de ACM Neto, que completou três anos na semana passada, é marcada por diversas “falhas” administrativas. “Salvador teve no ano passado a pior arrecadação, graças à reforma tributária feita por ele que elevou o IPTU e o ITIV excessivamente e as pessoas deixaram de pagar porque não tem como. Além disso, é uma gestão que não tem controle e responsabilidade com os recursos públicos”, pontuou, ao citar as denúncias envolvendo o ex-secretário da Gestão, Alexandre Paupério, e nas Secretarias de Urbanismo (Sucom) e da Promoção Social e Combate à Pobreza.

Be Sociable, Share!

Comentários

Rosane Santana on 7 Janeiro, 2016 at 17:46 #

O Instituto Parana, de nenhuma credibilidade entre as instituições do gênero no país, deu uma frente de 27 pontos a Aecio Neves sobre Dilma, no segundo turno. Bem, o resultado, não precisa dizer. Somente que o pigmeu de Minas, inconformado, passou a lançar dúvida sobre o resultado das urnas registrado nas urnas. Posteriormente, depois de uma auditoria encomendada pelo PSDB, partido que ele preside, constatou-se ausência de fraudes. Mas ninguém deu a notícia com o mesmo estardalhaço que teve a denúncia. O jornalismo no Brasil, uma das instituições basilares da democracia, anda uma lastima!


Rosane Santana on 7 Janeiro, 2016 at 17:49 #

Salvo engano, o Bradil tem 27 capitais. Mas a avaliação cobre apenas 13 e o resultado não deixa dúvida: verdadeira metonímia.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Janeiro 2016
    S T Q Q S S D
    « dez   fev »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031