Jorge Hage: honras na Assembleia da Bahia

O ex-ministro Jorge Hage fez um discurso chamando atenção para os casos de corrupção no Brasil e demonstrando a necessidade de um engajamento solidário de todos os organismos de controle, “sem vaidades de protagonismos”

Ao som da clássica “Se todos fossem iguais a você”, de Tom e Vinícius, na voz de Ana Mameto, o ex-ministro-chefe da Controladoria Geral da União/CGU, Jorge Hage, foi condecorado, na manhã desta quinta-feira (17), com a Comenda 2 de Julho. A cerimônia aconteceu no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia a partir de iniciativa da deputada Fabíola Mansur (PSB). A Medalha 2 de Julho (maior honraria do parlamento baiano) foi entregue a Hage por familiares, deputados e amigos como os ex-governadores Waldir Pires e Roberto Santos.

Em seu discurso, Fabíola Mansur destacou a trajetória política de Jorge Hage, observando, sobretudo, seu combate à corrupção. “Em sua gestão, à frente da CGU, uma das medidas para fortalecer a área de transparência e o combate à corrupção foi a articulação para criação da Lei de Acesso à Informação, tendo sido capital também sua participação na elaboração da Lei Anticorrupção, que pune empresas envolvidas em irregularidades contra a administração pública”, afirmou.

O ex-ministro Jorge Hage fez um discurso chamando atenção para os casos de corrupção no Brasil e demonstrando a necessidade de um engajamento solidário de todos os organismos de controle, “sem vaidades de protagonismos”, para combater a corrupção. “Há casos de corrupção dos anos 90 que não foram solucionados ainda; alguns, não foram sequer denunciados. Acusados renunciam a mandatos para adiar as punições e muitas vezes os casos chegam a prescrever. Para o cidadão comum tudo é Governo, mas é preciso avançar em todas as esferas; não basta apenas na federal, precisamos avançar também nas esferas estadual e municipal”.

Compuseram a mesa da sessão o presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo, o ex-presidente da Casa, Filemon Matos; o ex-governadores Roberto Santos e Waldir Pires; o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Inaldo Araújo; a ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça, Eliana Calmon; o representante do Tribunal de Contas dos Municípios, Francisco Sena; o representante da Controladoria Geral da União, Ronaldo Machado; o

vice-reitor da Universidade Federal da Bahia, Paulo Miguez; o representante da OAB Bahia, conselheiro federal Maurício Vasconcelos e o representante da Academia de Letras Jurídicas da Bahia, Geraldo Sobral.

Be Sociable, Share!

Comentários

Mariana Soares on 18 dezembro, 2015 at 9:18 #

Este, sim, merece todas as honras e todas as glórias!!!
Aplaudo Jorge Hage de pé!!!
Jorge Hage é um homem público que honra a nossa Pátria!!!
Viva ele!!!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • dezembro 2015
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031