dez
17
Postado em 17-12-2015
Arquivado em (Artigos) por vitor em 17-12-2015 00:14

WhatsApp: somos uma república das bananas

Não importa o processo que corre sob segredo de Justiça envolvendo o WhatsApp, a decisão de retirar do ar, por 48 horas, o serviço de mensagens mais utilizado do Brasil é autoritária, estúpida e digna de uma república das bananas.

O WhatsApp é o serviço mais usado no país também porque as operadores brasileiras cobram caríssimo pelas mensagens de texto, ao contrário do que ocorre nos países civilizados, onde não existem mais “pacotes de SMS” e o número de envios é ilimitado.

Be Sociable, Share!

Comentários

luiz alfredo motta fontana on 17 dezembro, 2015 at 0:58 #

Na terra de j. audazes!

Uma caneta solitária brinca de “j.defiro”, o fazendo sobre o manto do “segredo de justiça”, essa excrecência semântica, posto que se é segredo não se acredita justiça.

Deixando claro que não utilizo WhatsApp, não concebo como a autoridade solitária em seu gabinete vitalício emudece milhares de usuários em nome, sabe-se lá de que demanda?

Pior, restando, como sempre acontece, ao final, comprovada como atitude desnecessária e descabida, não será a tal autoridade sequer advertida, mesmo que virtualmente.

Fácil assim “j.deferir”, sem nenhum risco a não ser a galhofa merecida, disfarçada de salamaleques.

J.emudeço, afinal nunca se sabe!!!


Taciano Lemos de Carvalho on 17 dezembro, 2015 at 8:07 #

Um juiz federal determinou o bloqueio por 48 horas do WhatsApp em todo o Brasil. Seria uma punição por ter a empresa desobedecido uma ordem que ninguém sabe qual foi e, pior, num indefinido processo em segredo de Justiça.

Enquanto essa coisa estranha bloqueia o WhatsApp, acho que vou ter quer recorrer ao meu sistema de mensagens que usava quando criança em Itiúba, Bahia.

Duas latas sem tampas e com um furo no centro do fundo, por onde passava uma linha ou um cordão. Sistema simples. Um garoto falava na “boca” de uma das latas e o coleguinha encostava o ouvido na outra lata. Mensagens trocadas com perfeição.

Alô, Seu Juiz. Para com isso!


Mariana Soares on 17 dezembro, 2015 at 9:27 #

Decisão estúpida e sem qualquer sentido.
Apenas uma “excelência” qualquer querendo aparecer, ter suas 48 horas de fama, nada mais que isso.
Se é um processo que corre em segredo de justiça, onde o WhatsApp, utilizado por mim, por você e por tantos, atingiria às partes?!?!
Onde a minha comunicação com quem quer que seja, pelo WhatsApp, vai interferir na peleja processual que Sua Excelência está conduzindo???
Mas, neste país de desmandos e de tanta estupidez tudo pode acontecer.
E as operadoras de telefone celular, então, que correram para obedecer a ordem de Sua Excelência?!?! Loucas para ganhar uma graninha nessas 48 horas de abstinência do povo brasileiro.
Mas, para isto temos o Telegram e o Imo…Já estamos utilizando estes dois aplicativos desde as primeiras horas do dia e tudo segue maravilhosamente bem…
Faça-me o favor, Sua Excelência!!!!


Taciano Lemos de Carvalho on 17 dezembro, 2015 at 12:30 #

Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • dezembro 2015
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031