DO DIÁRIO DE PERNAMBUCO

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira, a Operação Pulso, com o objetivo de desmantelar uma organização criminosa especializada em direcionar licitações e desviar recursos públicos da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobras). Em Pernambuco, diligências estão sendo realizadas nos municípios do Recife e Goiana, onde foi construída a fábrica da Hemobras. Na capital, durante uma abordagem no edifício Pier Duarte Coelho, mais conhecido como uma das “torres gêmeas”, no bairro de São José, uma grande quantidade de dinheiro foi jogada pela janela de um apartamento, provavelmente para livrar o flagrante durante as buscas.

A PF confirma que no prédio mora o presidente da Hemobrás em Pernambuco, Rômulo Maciel Filho. No entanto, não confirma que as cédulas foram arremessadas do apartamento dele. Os pacotes de dinheiro estão sendo periciados para tentar identificar sua origem. “É claro que o dinheiro pertence a esses integrantes”, adiantou o assessor de comunicação da PF, Giovani Santoro.

No empresarial JCPM, no bairro do Pina, onde funciona um escritório da Hemobrás, os funcionários foram encaminhados para o auditório, enquanto as salas passam por uma vistoria. O mesmo acontece na sede da empresa, em Goiana, onde os funcionários foram impedidos de entrar e aguardam a conclusão das buscas no estacionamento. Os suspeitos estão sendo encaminhados para a sede da PF, na Avenida Cais do Apolo, para esclarecimentos. À tarde, um balanço da operação será apresentado no local.

Operação em cinco estados

Ao todo, estão sendo cumpridos 28 mandados de busca e apreensão e 29 ouvidas mediante intimações nos estados de Pernambuco, Piauí, Paraíba, Minas Gerais e São Paulo. A Polícia Federal também pretende cumprir dois mandados de prisão temporária expedidos contra empresários com atuação na empresa pública, entre eles, um lobista com atuação em Pernambuco, Piauí e exterior. A operação ainda recebeu a autorização para afastar três integrantes da Hemobras, dois deles membros da diretoria.

Durante um ano de investigações, a polícia descobriu que inúmeras amostras de sangue coletado, que deveriam ser transformadas em medicamentos contra a hemofilia e outras doenças, foram armazenadas de forma inadequada, tornando-se inapropriadas para a produção dos medicamentos.

Cento e setenta policiais participam da operação que se volta para as atividades ilícitas em licitações e contratos de logística de plasma e hemoderivados e na obra de construção da fábrica em Goiana, na Zona da Mata de Pernambuco. Emtre os crimes investigados estão peculato, corrupção passiva e ativa, fraude contra a Lei de Licitações, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e organização criminosa. As penas variam de um a 12 anos de prisão. A Hemobrás foi criada para alcançar autonomia tecnológica na produção de medicamentos derivados do sangue necessários para abastecimento de pacientes da rede pública de saúde no Brasil.

Be Sociable, Share!

Comentários

Taciano Lemos de Carvalho on 9 dezembro, 2015 at 14:06 #

“Senador petista Delcídio Amaral recebeu US$ 10 mi no governo FHC e pode unificar cinturões da propina”, afirma o Sensacionalista.

http://sensacionalista.uol.com.br/2015/12/09/senador-petista-delcidio-amaral-recebeu-us-10-mi-no-governo-fhc-e-pode-unificar-cinturoes-da-propina/


Jader martins on 9 dezembro, 2015 at 15:17 #

http://sensacionalista.uol.com.br/2015/12/09/senador-petista-delcidio-amaral-recebeu-us-10-mi-no-governo-fhc-e-pode-unificar-cinturoes-da-propina/

A PF seletiva e republicana do Paraná , como diz a merda do Zé Cardoso, é hilária Taciano.
O melhor paragrafo é este :
” O curioso é que quando Cerveró disse que havia corrupção no governo FHC, o policial federal que ouvia sua confissão não acreditou no que estava ouvindo e marcou uma consulta com um otorrino para saber se não havia algo de errado com sua audição. Depois de quinze dias esperando o resultado dos exames é que o policial finalmente acreditou nos seus ouvidos e divulgou a informação.”


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • dezembro 2015
    S T Q Q S S D
    « nov   jan »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031