Dá-lhe Matogrosso!

BOA TARDE!!!

(Vitor Hugo Soares)

DEU NO BLOG O ANTAGONISTA

Mundo pequeno demais

O mundo estaria pequeno demais para que políticos como Delcídio do Amaral vejam na fuga uma alternativa válida. Ao menos é esse o entendimento de Dias Toffoli.

Leiam o que o ministro do STF disse a O Globo:

“Hoje está demonstrado que ninguém consegue fugir. O mundo hoje é muito pequeno. O PC Farias (ex-tesoureiro do ex-presidente Fernando Collor) tentou fugir e foi capturado. O mesmo aconteceu com o (ex-banqueiro Salvatore) Cacciola e o (médico Roger) Abdelmassih. E agora, o (ex-diretor do Banco do Brasil Henrique) Pizzolato foi capturado, mesmo estando em um país no qual ele tinha a nacionalidade. As pessoas que imaginam que é possível fugir para se furtar ao cumprimento de uma prisão estão equivocadas.”

DEU NO FACEBOOK, NA LINHA DO TEMPO DE ELIESER CESAR, JORNALISTA, ESCRITOR E POETA COM A QUALIDADE DAS MELHORES SAFRAS BAIANAS (NOS TRÊS CASOS). É COMO DIZIA SILVIO LAMENHA EM SUA COLUNA INESQUECÍVEL NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS: “NO MAIS, POESIA É AXIAL”.

(Vitor Hugo Soares)
========================================

FOLHINHA DE MARIANA

Eliesér Cesar

Leve e singelo, esse poema de Drummond sempre me pareceu algo como uma hipotética Agência Lírica Reguladora da Tranquilidade (ALRT), de uma “Cidadezinha qualquer”. Isso numa época em que o tempo não trazia sobressaltos e sua passagem (quase despercebida) era apenas notada no gesto corriqueiro de arrancar, na folhinha, a página do dia que passou. Uma folhinha que não é mais a de Mariana, conspurcada pela lama da cobiça.

ORDEM

Quando a folhinha de Mariana
exata informativa santificada
regulava o tempo, as colheitas,
os casamentos e até a hora de morrer,
o mundo era mais inteligível,
pairava certa graça ao viver.

Hoje, quem é que pode?

.

Bolero do Disco “Lo Ultimo Que Canto” 1993
compositor: Benny More.

Nostalgia de um tempo que “se fué”, mas que sempre vale a pena recordar.

BOM DOMINGO!!!

(Vitor Hugo Soares)

DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

A conjuminância da magistrada

A expressão “aviso aos navegantes” foi consagrada no uso comum para advertir especuladores de qualquer natureza de que seus objetivos, em geral espúrios, não seriam atingidos, porque havia quem estivesse cuidando de vigiá-los.

Mas sua origem é literal: em tempos remotos, talvez por falta de instrumentos hoje disponíveis, o programa radiofônico oficial “Voz do Brasil” fazia às embarcações em navegação na costa brasileira exatamente um “aviso aos navegantes”, sobre as condições do tempo e outras que poderiam encontrar em seu trajeto.

Por outro lado, convivemos na ditadura militar com “ordens do dia” emitidas por poderosos generais em momentos de maior tensão as quais chamavam a atenção dos adversários do regime, que eram tachados de “industriais da crise”, “vivandeiras impenitentes” e “pescadores de águas turvas”.

Pois agora, nas suas breves palavras no STF após o caso Delcídio Amaral, a ministra Carmen Lúcia juntou magistralmente as duas coisas, ao dirigir um “aviso aos navegantes dessas águas turvas da corrupção e iniquidade” de que “não passarão”. De navegação na turbidez, já basta a do litoral capixaba.

DEU NO BLOG O ANTAGONISTA

“Top Top” diz que o problema é o sistema

Marco Aurélio “Top Top” Garcia dá o seu peteleco em Paris, ao Estadão:

“O sistema político do Brasil como um todo está afetado. O problema é saber como nós vamos superar os problemas políticos estruturais. Você acha que o presidencialismo de coalizão com o qual trabalhamos há algum tempo vai longe? É lógico que não vai.”

Marco Aurélio Garcia chama o desgoverno, a bagunça, a orgia de corrupção, o caos administrativo de “presidencialismo de coalizão”.

Eufemista? Não, enganador, mesmo.

nov
29
Posted on 29-11-2015
Filed Under (Artigos) by vitor on 29-11-2015


Sid, no portal de humor gráfico A Charge Online

nov
29
Posted on 29-11-2015
Filed Under (Artigos) by vitor on 29-11-2015


Foto policial de Robert Lewis Dear, de 57 anos, preso pelo massacre / AFP

DO EL PAIS

Pablo Ximénez de Sandoval

De Los Ángeles

O massacre na sexta-feira em um centro de planeamento familiar em Colorado Springs, Estados Unidos, voltou a provocar neste sábado,28, a condenação frustrada do presidente Barack Obama, que em uma declaração disse que o país precisa “fazer algo sobre o fácil acesso a armas de guerra nas nossas ruas por pessoas que não têm nenhum motivo para carregá-las”. “Chega”, acrescentou Obama, que depois do massacre em outubro passado no Oregon, visivelmente irritado, disse que suas próprias declarações sobre esta questão tinham se tornado “rotina”.
mais informações

Três pessoas, incluindo um policial, foram mortas na sexta-feira no ataque a tiros contra um centro de planejamento familiar em Colorado Springs, Estados Unidos. Um homem identificado pela polícia como Robert Lewis Dear, de 57 anos, entrou armado no centro de planejamento familiar depois de disparar contra os carros do exterior. Ele permaneceu entrincheirado mais de cinco horas até que a polícia conseguiu entrar, falar com ele e conseguir que se rendesse. Nove pessoas, incluindo cinco policiais, ficaram feridos por balas, mas estão fora de perigo.

O único vestígio biográfico do suposto assassino é que viveu em uma cabana sem eletricidade ou água nas montanhas da Carolina do Norte, do outro lado do país. Os investigadores interrogaram o detido, mas no sábado pela manhã sua declaração ainda não tinha sido divulgada. Seus vizinhos, citado pela Associated Press, dizem que era uma pessoa reservada, cujas raras conversas eram caóticas. No dia seguinte ao ataque ainda é desconhecido se ele tinha alguma ligação com essa clínica ou com Colorado Springs. Dear está detido sem fiança e será apresentado ao juiz na segunda-feira.

Embora os motivos do agressor ainda não estavam definidos no sábado, o fato de ser uma clínica de Planned Parenthood disparou os alarmes sobre a segurança de alguns centros que são constantemente difamados pela direita fundamentalista cristã que possui uma grande influência sobre uma parte do Partido Republicano. O presidente evitou, na sua declaração, referir-se aos motivos do assassino. Nem a polícia nem a própria organização de planejamento familiar quiseram, em um primeiro momento, especular sobre o motivo do assaltante.

A sexta-feira não foi um dia mais em um país onde cerca de 10.000 pessoas por ano morrem por armas de fogo. O prefeito de Colorado Springs, John Suthers, disse no sábado que o motivo do massacre podia ser “inferido a partir do lugar onde aconteceu e como aconteceu”. A polícia de Nova York, por exemplo, reforçou a segurança dos centros de Planned Parenthood na cidade na sexta-feira assim que ficou sabendo do ataque. Este é o primeiro ataque a uma clínica de abortos em seis anos, de acordo com a Reuters.

O nome de Planned Parenthood é citado sem exceção por todos os candidatos republicanos à presidência dos Estados Unidos nos debates, competindo por mostrar sua contundência contra a organização e prometendo retirar todo o financiamento federal que ela recebe para prestar assistência médica a mulheres com poucos recursos (cerca de 500 milhões de dólares por ano) nas 700 clínicas que possui em todo o país. Em outubro passado, esses fundos estiveram no centro da discussão pública sobre o orçamento, a tal ponto que os republicanos ameaçaram bloquear novamente o Governo federal. Os republicanos usam uma controversa investigação com câmera escondida na qual, de acordo com a interpretação deles, foram reveladas práticas comerciais macabras de tecidos fetais.

Colorado Springs, que está a cerca de 100 quilômetros ao sul de Denver, Colorado, é um bastião da direita cristã nos Estados Unidos, tem uma grande população de militares e é sede de congregações religiosas influentes. A clínica de Planned Parenthood na cidade é alvo regular de protestos e recentemente se mudou para sua atual localização nos subúrbios.

  • Arquivos

  • novembro 2015
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30