Rui Costa, ACM Neto e o ministro de Dilma
sobrevoam Salvador no período das chuvas

DEU NO BLOG POR ESCRITO ( DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

Do vidro fumê à distância do engarrafamento

O Ministério Público, guardião da transparência, não deveria permitir que veículos que o sirvam usem nos vidros filtros escuros, que se destinam, principalmente, a esconder seus ocupantes, garantindo-lhes privacidade a bordo de um bem que é tão público quanto o próprio MP.

Claro que essa é uma crítica extensiva aos Poderes constituídos, pois não será surpresa se os passageiros de outros carros oficiais ditos “de representação” estejam também ocultos pela película fumê. A verdade é que, no cargo, a pessoa se sente um pouquinho dona de tudo.

O que nos resta aqui é lamentar a extinção de mais uma marca da Bahia de antanho, quando até o governador circulava pela cidade de vidros absolutamente transparentes, com a placa preta 001 e ainda com bandeiras do Estado tremulando sobre os para-lamas dianteiros – uma liturgia mágica para quem assistia.

Era uma cena um tanto comum, permitindo ao cidadão, eventualmente, se lhe conviesse, acenar para o poderoso, que passava lépido e refestalado, respondendo com sorrisos ao afago popular.

Hoje, em razão de um trânsito caótico que eles mesmos não souberam prevenir com seus maravilhosos planos diretores urbanos, a solução dos governantes é o voo de helicóptero, até que os ares estejam conflagrados.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • novembro 2015
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30