DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

Perdas para o servidor com mudanças no Planserv

Traduzidos os principais números do projeto de lei do governo do Estado para mudanças no Planserv, estranha-se que seja o Partido dos Trabalhadores, após quase 11 anos no poder, a fazê-lo.

A redução da idade-limite de 35 para 24 anos dos dependentes significará a exclusão de 60 mil pessoas da assistência à saúde. E mais gente deixará de aderir ao plano se o prazo para a opção do servidor for fixado em cinco anos.

O governo, por outro lado, diz que as medidas são necessárias para assegurar a estabilidade financeira do Planserv e diminui sua contribuição de 5% para 4% da folha dos segurados, ou seja, impõe uma perda de R$ 80 milhões.

Oposição promete nova obstrução terça

A oposição, após a aprovação do parecer, ontem, em reunião das comissões, encaminhou contraproposta que os governistas ficaram de estudar.

No caso dos cinco anos para associação ao plano, a ideia é que, após esse prazo, haja algum tipo de oneração para o servidor, mas lhe seja garantido o direito de filiar-se.

Quanto à redução da faixa etária para dependentes, o objetivo da minoria é manter o limite em 35 anos e, a partir dessa idade, o dependente pagar integralmente, evitando a exclusão.

“O objetivo do Planserv é o funcionário e sua família, não podemos aceitar que isso não seja levado em conta”, argumentou o líder da oposição, Sandro Régis.

Se as propostas forem recusadas, a bancada da minoria fará obstrução, como na semana passada, e votará contra na próxima terça-feira, quando o governo espera aprovar a matéria no plenário.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos