DEU NO PORTAL DE NOTÍCIAS TERRA BRASIL

A chancelaria do Paraguai expressou nesta sexta-feira ao Brasil seu “desagrado” pelos comentários atribuídos à presidente Dilma Rousseff, que supostamente afirmou que o país vive um “golpe democrático à paraguaia”, em alusão à destituição em 2012 do então presidente paraguaio, Fernando Lugo.

Segundo o jornal “Folha de S. Paulo”, o comentário foi feito por Dilma durante uma reunião com seus 31 ministros realizada a portas fechadas , sexta-feira (9) em Brasília antes de viajar à Colômbia, onde se encontrava ontem em uma visita de Estado.

Neste sentido, a chancelaria paraguaia convocou o embaixador do Brasil, José Felício, para expressar-lhe a “surpresa e desagrado pelas expressões publicadas em dito meio de imprensa e atribuídas à governante brasileira”, informou o Ministério das Relações Exteriores do país vizinho em comunicado.

A chancelaria acrescentou que solicitou a Felício que peça ao governo brasileiro “os esclarecimentos devidos sobre a veracidade das mesmas”.

Além disso, instruiu o embaixador paraguaio no Brasil, Manuel María Cáceres, para que realize as mesmas consultas perante as autoridades do Itamaraty, segundo o comunicado.

A chancelaria paraguaia assinalou ainda que a cassação de Lugo, após um julgamento político no Congresso, aconteceu “no marco jurídico estabelecido na Constituição Nacional e nas leis, respeitando o tempo todo o devido processo”.

Lugo foi destituído em junho de 2012 por “mau desempenho” de suas funções, uma situação que fez com que o Paraguai fosse suspenso temporariamente do Mercosul por seus sócios considerarem que houve uma “ruptura constitucional”.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos