set
18
Postado em 18-09-2015
Arquivado em (Artigos) por vitor em 18-09-2015 01:02

CRÔNICA
Festa de poetas com Cuba Libre

Maria Aparecida Torneros

No dia da festa, 6 de setembro, lembrei que teríamos que produzir Cuba Libre , um drink absoluto nos tempos da nossa mocidade. Cuba seria livre sim e nós misturavamos rum e coca mais limão.

Afinal a festa dos meus 66 era em homenagem aos anos 60/70 , então liguei para minha secretária e pedi que comprasse o tal rum.

No meio da festa, quase esqueci dele, o Rum, na geladeira. Comecei a perguntar quem sabia fazer Cuba Libre e as respostas indicavam os componentes, mas ninguém tinha certeza das dosagens. Festival de palpites. Essa Cuba Libre sai ou não sai?

Cortadas as rodelas de limão, eis que na tina com gelo tinha cerveja, guaraná, mate e até ice tea, mas as cocas tinham evaporado. Ah. Não !

Meu filho correu para comprar a bendita, na loja de conveniencia do posto de gasolina, pois sem Cuba Libre, como registrar nossa época revivida?

Parecia mesmo um encontro de poetas. E foi. Reja trouxe um CD de presente em que ela solta a voz de pássaro cantador. Também faz poesia e tem livros publicados.

Lena Rubia , exímia autora de poemas estilo japonês, veio com seu companheiro Wanderlino, cuja sensibilidade me presenteou com uma bolsa preta de bolinhas brancas e rostinhos de Maylin Monroe espalhados. um tesourinho!

Lena também me deu um livro sobre Beatles e filosofia. E ainda ganhei novo livro do poeta Wanderlino. Eu já tinha um outro dele e não me lembrava o nome.

Eduardo trouxe um cd poesia pura com músicas do Vininha interpretadas por gente especial. Titulo: a Vida tem sempre razão e como tem. A noite era mesmo um sarau e só faltava a Cuba Libre.

Minhas primas me fazendo dengo. As amigas todas presentes e os amigos idem, embalados pela trilha sonora gravada por meu irmão, e a tal Cuba Libre?

Finalmente, chegou a Coca e Wanderlino, junto com Luiz, namorado da Elza, seguindo instruções da velha guarda que cantava canções da jovem guarda, iniciou a alquimia.

Eita que a bebida ficou bonita e a seção de bicadas nos copos compridos virou seção de fotos . Solange repetia que só podia mesmo bicar por causa da lei seca pois ia dirigir para a Barra.

A festa se completou. Coral afinado: Era um biquíni de bolinha amarelinha tão pequininho. Mal cabia na Ana Maria!

Meu Deus , o tempo voltou. Tudo misturado. Gerações e poetas. Médicos e professores. Palentologos e dentistas. Escritores e jornalistas. Engenheiros e dançarinos . Cantadores e economistas. Assistente social cuidando da nossa alegria.

Gente, saiu a Cuba Libre!

Os anos 60/70 voltaram e como café com leite, a mistura festiva de tantos amigos e familiares trouxe vizinhos da vila para comemorar a Vida conosco.

Na minha cama, um mundo colorido de presentes. Nas vestes, os detalhes de bolinhas. Nas cabeças, os lacinhos da Minie. E mais festa. Bolo. Cajuzinhos e brigadeiros.

Empadinhas e pastéis. Sanduichinhos de pão de forma com patê .Espetinhos no repolho com salsichas, queijo, cenoura e azeitonas. Perfeita harmonia e um astral maravilhoso.

Cantamos parabéns e o primeiro pedaço dei ao filhão.

Dias depois, pego o antigo livro do Wanderlino para reler . Titulo : Café pingado..

Sorrio para o destino. Releio os Poemas
Da Cafeteria , que ele criou algum dia.

Talvez tivesse previsto que em 2015 viria a uma festa da Cida 66, em Vila Isabel, e seria o consultor bar Man improvisado, nomeado para orientar a produção da Estrela da noite: a Cuba Libre! Sugestivo título para um novo livro de poesias!

Cida Torneros, jornalista, escritora, moradora da Vila famosa de Noel e Martinho no Rio de Janeiro, é editora do Blog da Mulher Necessária

Be Sociable, Share!

Comentários

Cida Torneros on 18 setembro, 2015 at 8:40 #

Bom dia Vitor e toda a turma do BP. Obrigada por publicar este momento de alegria justo quando nossa geração lamenta os dias atuais. Bom que se possa reunir poetas em festas felizes. Meus 66 não teriam graça sem Cuba Libre! Visto que Cuba segue sendo a Ilha hoje visitada pelo Papa Francisco e o mesmo drink de uma juventude idealista dos anos 60/70. Viva Cuba!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2015
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930