set
09

DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

OPINIÃO

Blitzes param a cidade e imprensa nem se toca

Diante dos graves transtornos que as blitzes da PM vêm causando em pontos diversos da cidade, em variados horários, atrapalhando mais ainda a vida dos que têm de enfrentar o trânsito de Salvador, as autoridades policiais do Estado têm obrigação de vir a público apresentar os resultados dessas operações.

Não podemos perder de vista que a intensificação das blitzes foi determinada, pelo próprio governador Rui Costa, depois de mais um crime de uma sequência de quatro ou cinco ocorridos nos últimos meses em bairros considerados mais “nobres” – uma medida claramente de efeito, sem perspectiva de êxito fundamentada na realidade.

A mortandade nas periferias, contra os “despossuídos”, jamais despertou tamanho sentimento de justiça – antes pelo contrário –, sendo, na verdade, tratada mais do ponto de vista estatístico do que investigativo. Felizes as 11 vítimas de tiros domingo no Vale da Muriçoca, foram apenas feridas.

Quanto às blitzes, não basta algum coronel dizer que “foram aprendidas tantas armas”. É preciso dados mais palpáveis, divulgados com regularidade. Ao comando impõe-se apresentar cabalmente drogas e armas apreendidas e declinar nomes de bandidos presos e placas de veículos roubados que teriam sido recuperados.

Num clima de insegurança que exige a presença da polícia em cem por cento das atividades externas das pessoas – passeio, jantar, praia, cinema, escola, trabalho –, não é possível engolir ações cosméticas, de cunho político, que além de tudo não resultam em mais segurança para a população.

O mais preocupante nesse quadro é que a imprensa – os grandes jornais, as emissoras de rádio, as televisões – apoiam incondicionalmente essa parlapatice, sem o menor senso crítico, sem o mínimo questionamento. Dói, nas entrevistas de populares, ouvir: “É, tem de fazer mesmo (as blitzes). Atrapalha, mas é para nossa segurança”.

Be Sociable, Share!

Comentários

Taciano Lemos de Carvalho on 9 setembro, 2015 at 1:08 #

Uai! Os governos têm que mostrar que se movimentam, nem que para isto tenham que ‘travar’ o trânsito.

Aqui em Brasília é igualzinho aí. Polícia fazendo blitz ou (des)orientando o trânsito é sinônimo de engarrafamento.

Por falar em engarrafamento, já notaram que a maioria das operações tapa buraco e de sinalização de pistas é sempre realizada em horário de pico? Mostrar serviço, ora!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • setembro 2015
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930