ago
13
Postado em 13-08-2015
Arquivado em (Artigos) por vitor em 13-08-2015 11:12

DO PÚBLICO (PORTUGAL)

A Oi registou lucros de 671 milhões de reais (173 milhões de euros) no segundo trimestre, face aos prejuízos de 217 milhões de reais (56 milhões de euros) um ano antes, anunciou a operadora de telecomunicações brasileira esta quinta-feira.

Este resultado, adianta a operadora, que conta com a Pharol (antiga Portugal Telecom SGPS) como acionista de referência, inclui o ajustamento contabilístico de 1.113 milhões de reais (cerca de 287,6 milhões de euros, à taxa de câmbio atual) “referentes aos resultados apurados com as operações descontinuadas da PT Portugal que fazem parte do contrato de venda à Altice”.

A operadora refere que, de acordo com o que “havia sido mencionado no final de 2014, este valor inclui o efeito positivo referente à variação cambial sobre o valor contabilístico da PT Portugal, que à época estava registrada no patrimônio líquido”.

Acrescenta que “com a conclusão da operação de venda da PT Portugal no segundo trimestre de 2015, esse valor foi reclassificado para resultado líquido de operações descontinuadas, juntamente com despesas associadas à venda”.

O lucro atribuído aos acionistas controladores da Oi foi de 620 milhões de reais (160 milhões de euros).

Em termos acumulados, o lucro no primeiro semestre da Oi assumiu 224 milhões de reais (57,8 milhões de euros), contra 10 milhões de reais (2,5 milhões de euros) no período homólogo do ano passado.

No segundo trimestre, as receitas líquidas totais da Oi ascenderam a 6.784 milhões de reais (1.753 milhões de euros), uma descida de 5,2% face a igual período do ano passado, enquanto o resultado antes de impostos, juros, amortizações e depreciações (EBITDA) subiu 3,6% para 1.899 milhões de reais (490,8 milhões de euros).

Já no semestre, as receitas caíram 3% para 13.824 milhões de reais (3.573 milhões de euros) e o EBITDA perdeu 20,3% para 3.910 milhões de reais (1.010 milhões de euros).

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos