ago
12

BOM DIA!!!

Be Sociable, Share!

Comentários

luiz alfredo motta fontana on 12 agosto, 2015 at 4:17 #

Ética Suprema!

Longe dos olhos da nação os gastos do STF evoluem.

Vale a pena ler Cláudio Humberto descorrendo sob a postura de Barbosa e Lewandowski:

“Foram retiradas do site do Supremo Tribunal Federal as despesas de viagens (passagens e hospedagem), que, pela resolução 102/2009 do Conselho Nacional de Justiça, devem ser públicas e estar disponíveis online. No site do STF, o contribuinte lê num texto, de 27 de maio de 2013 (Joaquim Barbosa era presidente), que “inconsistências” levaram à exclusão dos gastos para “revisão”. A “revisão” já dura dois anos.

Barbosa e Ricardo Lewandowski têm isso em comum: na gestão do primeiro, os gastos sumiram e o sucessor as mantém inacessíveis.

Com as despesas omitidas, não se sabe quanto custam as viagens de servidores do STF pelo Brasil e ao exterior, incluindo magistrados.

Este ano, Ricardo Lewandowski (que preside o STF e CNJ), fez duas viagens internacionais (Rússia e Portugal), de custos ainda ignorados.” (Cláudio Humberto)

Por demais oportuna a leitura, especialmente após o jantar de ontem reunindo ré e seus juízes no Planalto.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos