Castelinho

DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

BLAGUE NO BLOG – De Castello a Celestino

Um desses erros de digitação em que incorre qualquer jornalista pegou o colunista Samuel Celestino em A Tarde de quinta-feira. “O PT rodovia”, dizia o título do artigo.

Desavisados entenderam inicialmente como sugestão de que estão passando por cima do partido, ou ainda que se referisse a um hipotético esquema em que o PT ganhasse dinheiro em obras rodoviárias, enfim, algo à altura da mente brilhante do jornalista.

Mas não. Era “rodopia”, dentro de um contexto em que “os partidos brasileiros em geral perdem o respeito”. De qualquer forma, um conserto não muito bom para os petistas.

O lapso lembra episódio, um pouco diferente, com o jornalista Carlos Castello Branco, num tempo em que a matéria era datilografada em casa e mandada por fax para o jornal, onde passaria por nova composição nas oficinas.

Em 8 de setembro de 1988, sai a coluna de Castelinho no Jornal do Brasil: “Radia-se de novo o PMDB da Bahia”, mas que tratava, ao contrário, da divergência de líderes políticos quanto ao apoio ao então presidente Sarney.

Todos adversários do então ministro Antonio Carlos Magalhães, cada grupo teve sua visão. O governador Waldir Pires, o senador Jutahy Magalhães e o prefeito Mário Kertész preferiram a briga. O senador Luiz Viana e o deputado Prisco Viana optaram pelo apoio.

No artigo seguinte, Castellinho pediu desculpa pelo título “cabalístico”. Na verdade, era “Racha-se de novo o PMDB da Bahia”. É que, no fax, a perna do “h” se dividiu, formando um “i”, e o “c” juntou-se ao que restou. Deu “radia-se”.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos