DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

OPINIÃO

A nação quer apenas os segredos do almirante

O ministro Jaques Wagner surpreende mais uma vez quem o conheceu na fase ponderada, quando não era dado a bravatas e precipitações no trato das questões públicas, comportamento, aliás, que lhe acarretou grande simpatia nos meios políticos e jornalísticos.

Ao sair na defesa do almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva, presidente licenciado da Eletronuclear, preso sob acusação de receber R$ 4,5 milhões de empreiteiras ligadas à construção da Usina Angra 3, o ministro bradou: “O programa nuclear brasileiro é intocável, não vai ser aberto”.

Ora, à cidadania basta que sejam abertas as contas particulares e outros sigilos do acusado, para comprovar ou não sua participação em atos ilícitos, dos quais, numa democracia, nem a qualificação técnica nem a contribuição patriótica à defesa nacional poderão livrá-lo.

Quanto ao programa nuclear, que seja preservado – e um dia o Brasil possa construir armas atômicas, porque este será, seguramente, no futuro, o diferencial entre nações de primeira e de segunda categoria no que se refere a soberania.

Magalhães Pinto

Partidários de teorias conspiratórias não deixam de notar que o ex-governador da Bahia é pressuroso nos elogios pessoais e institucionais a altas patentes militares, com as quais procura demonstrar grande intimidade.

Não é por nada, mas diante da conjuntura política e econômica e da personalidade cada vez mais belicosa de Wagner, no cargo que ocupa seria candidato certo a chefe civil de uma improvável intervenção militar.

r l

Be Sociable, Share!

Comentários

luiz alfredo motta fontana on 31 julho, 2015 at 10:32 #

Resumindo a ópera, aquartelou-se com tal afinco que de mordomo, de Dilma, na Base Naval de Aratu pretende agora, ser ponta de lança, seja lá em que manobra.

Triste figura.


Taciano Lemos de Carvalho on 31 julho, 2015 at 20:25 #

Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos