jul
12
Postado em 12-07-2015
Arquivado em (Artigos) por vitor em 12-07-2015 00:28

DEU NO BLOG POR ESCRITO ( DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

Fato inédito: um bilionário injustiçado

Ninguém pode acreditar que um homem poderoso como Marcelo Odebrecht possa permanecer em prisão preventiva infundada já por 20 dias num país em que se diz que a Justiça só existe para os ricos.

Mas não é o que parece ao Rotary Club da Bahia, que emite “nota pública” sobre a Operação Lava-Jato, em que pede a apuração dos fatos “sem presunções de culpa que comprometam a segurança jurídica do país”.

As investigações da Polícia Federal, acompanhadas de perto pelo Ministério Público e pela instância judicial que as autorizou, têm sido avalizadas em decisões paralelas do próprio Supremo Tribunal Federal, condições que por si sós atestam sua lisura.

Por coincidência, a nota é emitida no exato momento em que se comprova que, por interferência da Odebrecht, o orçamento interno – portanto sigiloso – da Petrobras para gigantesca obra foi refeito a maior, visando a adaptar os preços aos interesses do cartel de empreiteiras.

O Rotary Club da Bahia expressa “inquietação com o atual momento do país, em particular com os rumos da Operação Lava-Jato, que podem agravar os efeitos da crise que ora atravessamos”.

Esse argumento apenas repete a tentativa de dissociar empresas de seus controladores, para que, se a causa já está perdida para diretores, as organizações possam esquivar-se do rigor da lei e, quem sabe, continuar superfaturando por aí.

Não se sabe se a nota é de iniciativa do antigo presidente, Antonio Alberto Valença, ou da nova, Anaci Paim, pois saiu sem assinatura, e a transição na diretoria da entidade ocorreu no mesmo dia da publicação, quinta-feira.

Mas é pouco para justificá-la o fato de a maior empresa envolvida ter sido fundada pelo “engenheiro e rotariano Norberto Odebrecht”, já falecido, e ser detentora de “alta qualidade e tecnologias inovadoras”, além de estar presente “em 21 países” e gerar “180 mil empregos diretos”.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos