DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

Jonas defende tese da oposição

Na emoção da homenagem póstuma ao ex-deputado Zezéu Ribeiro, quinta-feira, em sessão especial na Assembleia Legislativa, o ex-presidente do PT Jonas Paulo terminou admitindo algo de que muito falam os adversários: o pouco proveito que teve a Bahia nos oito anos do governo Wagner, apesar de dois presidentes petistas no Planalto, Lula e Dilma.

Jonas relatava sua presença, ao lado do governador Rui Costa, em defesa dos interesses baianos, em recentes audiências com os ministros da Fazenda, Joaquim Levy, e do Planejamento, Nelson Barbosa. Após definir Rui como “aquela figura simples, franzina, jovem”, mandou:

“Muita coisa da Bahia, nós temos de bater o pé, senão não chega aqui. Não pode ser o que está acontecendo: os amigos depois, primeiro os adversários. Primeiro os amigos! E a Bahia não pode ser esquecida de maneira nenhuma pelo governo federal, e por isso eu estava lá com o governador Rui Costa”.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos