Como 2 e 2

Letra: Caetano Veloso

Voz: Margareth Menezes

Caetano Veloso

Quando você me ouvir cantar
Venha não creia eu não corro perigo
Digo não digo não ligo, deixo no ar
Eu sigo apenas porque eu gosto de cantar
Tudo vai mal, tudo
Tudo é igual quando eu canto e sou mudo
Mas eu não minto não minto
Estou longe e perto
Sinto alegrias tristezas e brinco

Meu amor
Tudo em volta está deserto tudo certo
Tudo certo como dois e dois são cinco

Quando você me ouvir chorar
Tente não cante não conte comigo
Falo não calo não falo deixo sangrar
Algumas lágrimas bastam pra consolar
Tudo vai mal, tudo
Tudo mudou não me iludo e contudo
A mesma porta sem trinco, o mesmo teto
E a mesma lua a furar nosso zinco

Meu amor
Tudo em volta está deserto tudo certo
Tudo certo como dois e dois são cinco
Meu amor
Tudo em volta está deserto tudo certo
Tudo certo como dois e dois são cinco
Meu amor
Tudo em volta está deserto tudo certo
Tudo certo como dois e dois são cinco

BOA TARDE !!!

Be Sociable, Share!

Comentários

luiz alfredo motta fontana on 11 junho, 2015 at 17:32 #

Melô do Levy?

A falcatrua é tão descarada.
Tamanha a falta de vergonha.
Por decreto o governo conceitua, o povo assemelha à um bando de amentais.

De um lado o corte no orçamento, R$ 69.9 bilhões.
De outro, se tudo der certo, a promessa do PIL, R$ 69,2 bilhões de investimentos privados, até 2018.

Tradução, somos todos imbecis!

Mas…

2 + 2 = 5


luiz alfredo motta fontana on 11 junho, 2015 at 18:24 #

Enquanto isso, a Bahia, sedia convescote petista em meio ao luto dos que, anualmente, com precisão suíça, morrem em deslizamentos.

A equação da responsabilidade, por certo, nunca terá solução, ficará ao “Deus dará”!

Nem 3, nem 5, muito menos 4


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos