DEU NO BLOG O ANTAGONISTA (DOS JORNALISTAS DIOGO MAINARDI E MARIO SABINO)

Os franceses querem a cabeça de Blatter

Os franceses querem a cabeça de Joseph Blatter, e a Uefa acaba de pedir o adiamento do congresso e da eleição do novo presidente da Fifa, previstos para ocorrer na sexta-feira.

Olha aí , poeta de Marília – e outros poetas do Brasil e do mundo – que esplêndida fotografia musical!!!E que interpretação!!!

BOA TARDE!!!

(Vitor Hugo Soares)

DEU NO BLOG O ANTAGONISTA ( DOS JORNALISTAS MARIO SABINO E DIOGO MAINARDI)

Joaquim Levy está com um pé fora do governo.

Segundo a Época, ele disse a amigos da PUC-RJ que “tem hora que dá vontade de largar isso”.

Ele disse também que Aloizio Mercadante trabalha para sabotá-lo e que Dilma Rousseff fica calada durante suas discussões com o ministro da Casa Civil.

O que Joaquim Levy esperava de Dilma Rousseff?

maio
27

.

DO PORETAL EUROPEU TSF

A FIFA, organismo que tutela o futebol mundial, classificou a detenção de vários das suas principais figuras como um “momento difícil”, mas reiterou, em coletiva de imprensa de seu porta-voz, Walter De Gregório, a confiança em que Joseph Blatter vai continuar na presidência da entidade internacional.

O porta-voz adiantou ainda que os planos para as próximas grandes competições – o Mundial da Rússia, em 2018, e o do Qatar, em 2022, vão manter-se intactos.

Em nome da FIFA, falando numa conferência de imprensa em Zurique, Walter De Gregorio diz que este é “certamente um momento difícil para nós. É um momento difícil para todos nós. Mas isso até é bom para a FIFA. Vem confirmar que estamos no caminho certo. Isso dói. Não é fácil. Mas é o caminho certo a seguir”.

O porta-voz , Walter De Isso Gregorio acrescentou que a eleição para a presidência da FIFA, da qual se espera a reeleição de Blatter para um quinto mandato, vai também manter-se, esta semana, dizendo que as detenções hoje ocorridas, nada têm a ver com este ato eleitoral.


Marin, da Fifa, entre os presos em Zurique

DO EL PAIS

As autoridades suíças iniciaram na madrugada desta quarta-feira uma operação destinada a deter vários dirigentes da FIFA , entre eles o ex-presidente da CBF, José Maria Marin (83), e extraditá-los para os EUA, onde devem ser julgados por corrupção, informa o jornal norte-americano The New York Times. Os cartolas são acusados de fraude, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. O Ministério Público suíço já investiga o processo de escolha das sedes das Copas de 2018 (Rússia) e 2022 (Qatar).

Agentes suíços detiveram os dirigentes em suas suítes do luxuoso hotel Baur aur Lac, com vistas para os Alpes e o lago Zurique, onde os dirigentes se hospedaram para o seu encontro anual que começa na sexta-feira, com uma pauta que inclui a eleição do novo presidente da entidade que organiza o futebol mundial. Os candidatos são Joseph Blatter, atual ocupante do cargo e aspirante a um quinto mandato, e o príncipe jordano Ali bin al Hussein. “Este é um dia triste para o futebol”, declarou Bin al Hussein. Depois de pedir as chaves na recepção, os agentes foram às suítes para fazer as detenções. O NYT relata que o cartola costa-riquenho Eduardo Li foi escoltado para fora do hotel por uma porta lateral, após ser autorizado a levar também a sua bagagem, onde se viam adesivos com o logotipo da FIFA.

As acusações que a Justiça dos EUA apresenta contra os dirigentes do futebol mundial giram em torno da “corrupção generalizada nas duas últimas décadas” no processo de definição das sedes das Copas e nos contratos de marketing e direitos de exibição televisiva.

Segundo o jornal, o alvo das investigações são “membros do poderoso comitê executivo da FIFA, que acumula um enorme poder e realiza seus negócios praticamente em sigilo”.

Mais de 10 dirigentes implicados

A operação do Departamento de Justiça dos EUA implica mais de 10 dirigentes do futebol mundial ainda que nem todos eles se encontrem em Zurique para participar da reunião. Entre eles, sempre de acordo com o The New York Times, estão Jeffrey Webb, das Ilhas Cayman, vice-presidente do comitê executivo; Eugenio Figueredo, do Uruguai, também vice-presidente e até 2014 presidente da Conmebol; e Jack Warner, de Trinidad e Tobago, ex-membro do comitê e presidente da Concacaf entre 1990 e 2011.

A operação, portanto, trará graves consequências para o futebol no continente americano já que, segundo a informação publicada, dois dos detidos são um ex-presidente da Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) e outro da Confederação de Futebol do Norte, América Central e Caribe (Concacaf).

A Justiça norte-americana não apresenta acusações contra o suíço Joseph Blatter, presidente da FIFA desde 1998, ainda que as prisões possam significar um entrave a sua reeleição nas eleições que serão realizadas na sexta-feira e nas quais concorre a um quinto mandato à frente do futebol mundial. Na terça-feira Blatter se reuniu a portas fechadas com os representantes da Concacaf, que representam 35 dos 209 votos da organização.

“Ficamos surpresos por isso ter durado por tanto tempo e como alcançou quase tudo feito pela FIFA”, diz um agente da lei ao The New York Times sobre a suposta corrupção. “Parece que chegou a cada elemento da federação e que era sua forma de fazer negócios. É como se isso fosse corrupção institucionalizada”, acrescenta.

Até agora FBI e FIFA não comentaram o ocorrido. É esperada uma entrevista coletiva em Nova York hoje(27) com a promotora geral dos EUA, Loretta Lynch, e o diretor do FBI, James Comey, para explicar os detalhes da acusação.

O caso é o mais significativo desde que Lynch assumiu o cargo em abril. Com mais de 1,5 bilhão de dólares (4,7 bilhões de reais) em reservas, a FIFA é tanto um conglomerado financeiro global como uma organização esportiva. Tanto Blatter como a FIFA haviam sido acusados de corrupção anteriormente, mas nunca de crimes federais nos tribunais dos Estados Unidos.

RANIER BRAGON
DE BRASÍLIA

DO UOL/FOLHA

Numa decisão surpreendente, o plenário da Câmara rejeitou na madrugada desta quarta-feira (27) incluir na Constituição a permissão de que as empresas financiem as campanhas políticas.

Capitaneada pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e pela oposição, a proposta teve apenas 264 votos a favor, 44 a menos dos 308 necessários. Outros 207 votaram contra.

O resultado foi a segunda grande derrota de Cunha no mesmo dia e praticamente sepulta a reforma política capitaneada por ele e pelo PMDB. O projeto do distritão havia sido barrado por larga margem horas antes.

A constitucionalização das doações privadas tinha o objetivo de evitar que o Supremo Tribunal Federal proíba as empresas de financiarem os candidatos.

O tribunal já tem maioria formada a favor da vedação, mas o julgamento está suspenso desde o ano passado devido a um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes.

O PT saiu vitorioso na noite e na madrugada, interrompendo uma série de revezes sofridos na gestão Cunha. O partido é o grande defensor do financiamento exclusivamente público dos candidatos.

Hoje o financiamento das campanhas é público e privado. A proposta rejeitada pela Câmara estabelecia que uma lei posterior iria fixará limites para as doações (hoje já há) e para os gastos de cada campanha específica.

“O distritão [projeto derrotado nesta terça] era o bode na sala, um bode perigoso é verdade. Mas o objetivo principal dessa reforma era esse, constitucionalizar o financiamento privado”, afirmou o deputado Alessandro Molon (PT-RJ).

Antes do resultado, o líder da oposição na Câmara, Bruno Araújo (PSDB-PE) foi à tribuna dizer que o PT “não tem autoridade moral para falar em dinheiro privado em campanha” após o verificado até agora no escândalo de corrupção na Petrobras.

Com as duas derrotas de Cunha, as primeiras desde que assumiu a presidência da Câmara, em fevereiro, deputados avaliam como sendo escassas a chance de algumas das medidas da reforma ser aprovadas, entre elas o fim da reeleição e a unificação das eleições de quatro em quatro anos.

Na saída da sessão, Cunha negou ter sido derrotado, afirmando que seu compromisso era levar o tema a voto, mas demonstrou desânimo com a reforma política.

“A Casa se manifestou, ela não está querendo mudar nada. Nenhuma proposta de acrescer texto à Constituição passou e me parece que nenhuma vai passar. (…) Vai cair a máscara daqueles dizem que querem reforma política e não votam. O Parlamento decidiu que tudo fica como está”, afirmou ele, acrescentando acreditar que “não vai passar nada” na votação restante do pacote da reforma política.

Quatorze dos 61 deputados do PMDB votaram contra a proposta do financiamento privado.

Nesta quarta, o plenário pode votar ainda a proposta de incluir na Constituição a permissão de que as empresas façam doação somente aos partidos políticos, que repassariam os valores aos candidatos.


Dr Jayme Gold

ONDE ESTÁ A NOVIDADE?

Maria Aparecida Torneros

Por aqui há tanta beleza sim, mas o clima de guerra, corrupção e os indices baixos em educação e saúde nos obrigam a pensar muito e agora muito mais em produção do tal pais do futuro.

Não se pode simplesmente seguir fazendo de conta que está tudo bem quando o volume de problemas de ordem social e econômica ultrapassa a marcha lenta com que nós, Governo e Sociedade, temos enfrentando nossos dramas cotidianos e repetitivos.

Facadas e mortes na cidade maravilhosa sao noticias que estarrecem mas onde está a novidade? Talvez no fato de que agora os meliantes sem escolaridade e sem valores de respeito a vida, alcancem em plena Lagoa Rodrigo de Freitas, cartão postal do Rio que será sede em 2016 das Olimpiadas, para roubarem uma bicicleta e ferir mortalmente um médico que praticava seu exercicio físico diário.

Este mesmo médico era homem que atendia no hospital da UFRJ e segundo sua família era emocionalmente tocado pela pobreza dos seus pacientes e vivia pagando do seu próprio bolso, os remédios quando estes faltavam e os doentes não tinham condições para adquiri-los. Ele foi abatido com facadas e morreu aos Cinquenta e poucos anos, levando consigo o idealismo de muitas gerações. O roubo da sua bicicleta representa o assalto aos sonhos de futuro para um país inteiro.

Emblemático observar o noticiario que mostra e desmascara a corrupção persistente e o descaso também persistente para as tragédias que ocorrem nas areas de atendimento basico de saúde e o acesso justo a uma educação de qualidade que ofereca oportunidades de ingresso no mercado de trabalho aos jovens das periferias.

Mas os exemplos que vem de cima e são veiculados pelas televisões mostram os golpes nas Comunidades como Paraisopolis ou Rocinha, e mais golpes de alto padrão na Petrobras ou Congresso Nacional ou até no Poder Judiciário que também tem seu quinhão de venda de pareceres ou engavetamento de ações.

O médico idealista morreu vítima de um sistema viciado, doente , falho, injusto, e o jornal televisivo anuncia que foi preso um dos menores responsaveis por sua morte. Segundo as informações este menor ja teria mais de 15 passagens pela Polícia.

Ao mesmo tempo, as chamadas apontam que a décima terceira fase da Operação Lava Jato foi desfechada . Mais empresários presos e valores milionarios pagou como propinas a Executivos que provavelmente não são e nunca foram tão idealistas quanto ao médico martir que viveu do seu trabalho e pagou muitas vezes medicamentos, que na verdade nunca teriam faltado nos estoques do hospital público se alguém tivesse gerido bem a área de saúde.

Mas, fazer o que? Nossos politicos em sua maioria, se distanciam dos ideais de vida decente e sao garfados pela prática da negociação corrompida que se converte em valores de bilhões de bicicletas , trilhões de livros, toneladas de medicamentos, investimentos na qualificação e salarios de professores e médicos, e ainda na astronômica publicidade que sustenta as redes de comunicação que por sua vez nos entopem com o tema de suas novelas uma ode ao crime, ao ódio e ao roubo de ideais.

Dr. Jaime Gold leva com ele o ideal da Pátria igualitária que ainda está distante no tal pais do futuro. Sua morte simboliza a falencia clara do Brasil que idealizamos.

Sonhando apenas não chegaremos a lugar algum. Ha muito a fazer e muito a pensar para mudar o rumo de um Brasil que não pode ser conhecido como Pátria de chuteiras ou pais das facadas. Pátria dos golpes?

Os homens maduros e letrados dão facadas no Mensalão e no Petrolão . Os menores analfabetos ou alfabetos funcionais esfaqueiam idealistas enquanto todos nos sangramos nossas decepcões com o rumo dos três poderes que nos representam nos enganando com seus golpes, roubos e falas decoradas.

Sobre o cadáver do médico idealista derramemos lágrimas desperdiçadas por enquanto. Porque há de surgir uma luz na escuridão poíitico – social em que estamos mergulhados. O Brasil sonhado segue sendo mesmo um sonho distante. Com ideais esfaqueados. Que a alma do dr. Jaime descanse em paz.
E que o Brasil do futuro ainda possa algum dia honrar sua Memória.

Cida Torneros é jornalista e escritora. Mora no Rio de Janeiro. Editora do Blog da Mulher Necessária, onde este artigo foi publicado originalmente.

Tudo Bennett, bom dia!

(Gilson Nogueira)

maio
27
Posted on 27-05-2015
Filed Under (Artigos) by vitor on 27-05-2015


Aroeira, no jornal O Dia (RJ)

DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

Recursos não contabilizados

Alguém viu o R$ 1,7 milhão que o Ministério da Integração Nacional “autorizou” há mais de uma semana para atender à emergência em Salvador?

  • Arquivos