DEU NO BLOG O ANTAGONISTA ( DE MARIO SABINO E DIOGO MAINARDI)

O Brasil made in China é outra África

Dilma Rousseff assinou 35 acordos bilaterais com a China hoje. O valor do investimento chinês é avaliado em mais de 53 bilhões de dólares, segundo o governo brasileiro. A China não informou a cifra. Para a Petrobras, serão destinado sete bilhões de dólares para financiar projetos.

No pacote, há uma megaferrovia que ligará Peru e Brasil. Ainda não está claro se ela reduzirá o custo de exportar commodities brasileiras via Pacífico. O traçado passa por diversas áreas protegidas, como a Amazônia.

O PT prefere fazer acordos bilaterais com a China do que com os Estados Unidos e a União Europeia, porque não são sujeitos a controles rígidos e as regras não são transparentes. Para a China, nós somos mais uma África. E ainda mais baratinha.

Be Sociable, Share!

Comentários

luiz alfredo motta fontana on 19 Maio, 2015 at 17:32 #

Acrescente-se, A china tem um caso de amor com bolivarianos. Aonde mais Maduro arrumaria algum?


jader on 19 Maio, 2015 at 20:36 #

luiz alfredo motta fontana on 19 Maio, 2015 at 21:33 #

Voltamos a vender carne para a China!

Comemorando?

Vá com calma, o mercado está aquecido, o preço da arroba em torno de R$150,00, com a fome chinesa, isso só piora, o bifinho da dona de casa vai encolher. Tem sentido, com o desemprego aumentando, a conta de luz na estratosfera, os juros tinindo de enormes, não teria mesmo como comprar.

Cuidado com os calmantes, os remédios, com o aumento de impostos de produtos importados irão virar artigo de luxo.

Alguém ainda cultiva erva cidreira?

Viver no país de Dona Dilma é hoje apenas ensaio para sermos todos venezuelanos, a China já percebeu e se aproxima.


luis augusto on 20 Maio, 2015 at 14:33 #

Realmente, de negociação internacional profunda envolvendo dois gigantes territoriais, não entendo nada, mas imagino que a China não chegou à posição que ocupa no planeta por ser boba. Já Dilma…

Quanto a transparência, é bom, só não aceito os Estados Unidos como referência. Com toda transparência, eles botam pra quebrar no mundo todo, a dezenas de milhares de quilômetros de confortável distância, na grana e no pau.

E um complemento: há muitos e muitos anos a China é a segunda em orçamento militar, perdendo apenas para o Estados, dos quais vão reduzindo devagar e sempre a grande distância.


luis augusto on 20 Maio, 2015 at 14:34 #

Errata: “…perdendo apenas para os Estados Unidos, dos quais…”


luiz alfredo motta fontana on 20 Maio, 2015 at 14:48 #

Pois é!

Mas somos um país em que a informação se resume à referência a um acordo, sem citar motivos ou rumos, comemorando-se, sabe-se lá porque, alguma cifra que socorra a “Cosa Nostra”, antiga Petrobrás.

Pior, é orgulhar-se, de ser leitor por toda uma longa vida.

Saudades de um tempo em que os quadrinhos do jornal de meu pai eram de meu interesse.

Pafúncio aqui vou eu!


luiz alfredo motta fontana on 20 Maio, 2015 at 15:03 #

Caro Luís

É só reparar, os articulistas econômicos de nossa brava imprensa, repetem ou citam o que suas fontes dizem.

O detalhe assustador está na reposta da seguinte pergunta: Quem são a fontes?

Como a vida está difícil e precisam ser rápidos, descobriram uma fonte gentil, educada, sempre à disposição.

Economistas regiamente pagos e contratados por empresas do setor financeiro, ou destemidos consultores de mercado.

Todos com no mínimo mestrado em alguma universidade de grife, ou egressos de alguma carreira “culta e pródiga” no Banco Central, estes com a vantagem de ainda deterem crachás, com direito a visitas de última hora travestidos de consultores de empresários aflitos.

Assim nossas página econômicas são elaboradas. Ao telefone, sem complicação, com frases de efeito devidamente elaboradas em reuniões de marketing.

Leia um articulista e terá lido todos.

Alvissaras! A China chegou, já vestiu o seu cocar festivo?


jader on 20 Maio, 2015 at 17:26 #

Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos