< href="http://bahiaempauta.com.br/wp-content/uploads/2015/05/LuisG5.jpg">

DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

Geddel, Neto e o patriotismo eleitoral

Respeite-se o preceito segundo o qual em política nada é impossível, mas os rumores de aproximação do secretário-geral do PMDB, Geddel Vieira Lima, com o PT são a mais rasa das especulações.

Quase da mesma forma, a manobra do prefeito ACM Neto para que deputados do DEM votassem a favor das medidas de ajuste fiscal propostas pelo governo não significa, de modo algum, capitulação da oposição.

Com a vantagem de poderem alegar em seu favor o aspecto patriótico da questão, pois “o importante é tirar o país da dificuldade em que se encontra”, ambos, Geddel e Neto, operaram politicamente, como recomendam as circunstâncias.

No caso do ex-ministro, mesmo que isto eventualmente não o agrade, Geddel não poderia trabalhar contra o articulador do governo, que, afinal, é seu aliado histórico e amigo pessoal, o vice-presidente Michel Temer.

Sua escolha para essa função, aliás, não teve outro significado para a presidente Dilma senão o de atrair ou neutralizar forças que no PMDB pudessem estar contrárias à superação dos graves problemas que ela enfrenta.

Por outro lado, Geddel sabe que poderá, ainda que indiretamente e sem compromisso futuro, ser retribuído por isso, pois seu partido se fortalece ao assumir papel relevante na condução dos negócios nacionais.

Quanto a Neto, tem de ser forte em 2016. A cidade está reagindo mal às chuvas e se ele não tratar disso com muita eficiência perderá o protagonismo na campanha da reeleição.

O governo do Estado, antevendo o pleito e desejoso de que, desta vez, o PT mude o rumo da história, mergulha com disposição na política de encostas e áreas de risco.

Só o governo federal tem condições de ajudar o prefeito, nessa e em outras iniciativas que exigem muito dinheiro, do qual ele vive atrás. Qualquer descuido e quem fatura é o candidato do governador Rui Costa, seja quem for.

Be Sociable, Share!

Comentários

rosane santana on 11 Maio, 2015 at 13:56 #

A cidade reagiu mal? A cidade não e’ sujeito. A administração de ACM NETO foi tragada pelas chuvas. A segunda leva de chuvas voltou a abrir um buraco na cidade Jardim, no mesmo local q a equipe da prefeitura tinha consertado há 15 dias; as ruas da Barra q sofreram intervenção nesta administração viraram rios e mais gente morreu nas encostas. Vamos dar nome sós bois e colocar o sujeito da frase corretamente. Assim, devemos dizer: a prefeitura não tem tido competência para administrar os problemas de manutenção da cidade. Qdo o sol vem, ao invés da manutenção, o prefeito e seu primo, Dudu Magalhães só querem saber de festa. #menosfestamaistrabalho


rosane santana on 11 Maio, 2015 at 13:59 #

A propalada competência de ACM Neto escoou pelo ralo. #menosfestamaistrabalho.


luis augusto on 11 Maio, 2015 at 18:28 #

Ró-Ró, desculpe. Foi questão só de estilo. Mas reformulo: a cidade foi trabalha pelas chuvas. A administração, não acredito. Daqui a pouco bate o sol e tudo estará esquecido ao som do primeiro clarim.


luiz alfredo motta fontana on 11 Maio, 2015 at 18:36 #

O “xis” da questão, uns morrem, os outros, esquecem, e eles, as diletas autoridades renascem nos santinhos.

É doce planejar, o erro é certo e o prêmio é adiantado.


rosane santana on 11 Maio, 2015 at 19:05 #

Pelo q sei Luis Augusto o prefeito fez pesquisas e está com imagem arranhada


rosane santana on 11 Maio, 2015 at 19:06 #

Foi-se o tempo q o povo era besta


rosane santana on 11 Maio, 2015 at 19:37 #

Luis, no tempo da informação ” real time” e em que a imprensa não detém mais o monopólio da informação, o marketing tem que mudar tb. Não da’mais pra congelar a imagem do sujeito, com cara de bom moço e preocupação em vôos de helicóptero pela cidade e achar q tufo está sob controle. Porque, a sucessão de acontecimentos, logo desmonta a farsa ao vivo e a cores. Veja q, 15 dias depois do sobrevôo do prefeito, na companhia do governador, sobre a cidade, a tragédia se repetiu e tudo foi mostrado instantaneamente por imagens enviadas através de Whatsapp para sites baianos. Antigamente isso era impensável. Então, o marketing só vai funcionar se o sujeito, de fato, fizer alguma coisa para melhorar. Fica difícil convencer q sim, qdo os mesmos problemas reaparecem instantaneamente, com a cidade inteira tendo acesso. Ontem, por sinal, teve um secretário q teve a coragem de dizer q a cidade tem um bom escoamento, pois qdo a chuva passa tudo fica seco.
P.S. A cidadania se constrói com aceso aa informação. E estamos em uma época, a Eta da informação, onde as pessoas tem acesso a dados privilegiados, no mesmo nível q o andar de cima e no mesmo tempo. Muitos, muitos marqueteiros e jornalistas baianos não compreenderam o significado disso, da chamada era digital. E o que se vê e’ um marketing e uma assessoria aa moda antiga.


rosane santana on 11 Maio, 2015 at 19:40 #

Dai porque tenho dito insistentemente q a imagem de ACM está sendo gravemente arranhada. O marketing da festa e’ o marketing antigo.


rosane santana on 11 Maio, 2015 at 19:41 #

Se continuar nessa, vai ter dificuldade de se reeleger.


rosane santana on 11 Maio, 2015 at 19:51 #

OBS: No final de semana, qdo as chuvas caiam forte e um site muito lido era inundado de fotos enviados pela população através do Whatsaap, tentei compartilhar as notícias pelas redes sociais. Não consegui. Não funcionava, matérias diferentes apareciam na hora do compartilhamento. Vc acha q era por acaso? Eu não.


luis augusto on 11 Maio, 2015 at 22:09 #

Antes de responder seu arrazoado, uma correção: eu quis dizer que a cidade foi TRAGADA pelas chuvas.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos