Hora de sobrevoar os estragos em Salvador

DEU NA TRIBUNA DA BAHIA

O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, o governador da Bahia, Rui Costa, e o prefeito de Salvador, ACM Neto, foram verificar, juntos, na manhã desta terça-feira (28/4), as áreas de Salvador mais atingidas pelas chuvas do domingo (26) e segunda-feira (27).

Uma reunião ainda nesta manhã estava marcada na Governadoria, entre os 3 dirigentes e técnicos da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), com o objetivo de ampliar o apoio do governo federal à população e aos municípios castigados pelo mau tempo.

A presidente Dilma Rousseff, em Brasília, entrou em contato com o governador Rui Costa, durante reunião, na governadoria, com o ministro da Integração, Gilberto Occhi.

Por telefone, ela determinou que o Exército permaneça a postos para dar o apoio necessário ao Estado enquanto as fortes chuvas continuarem atingindo a capital baiana, onde já se eleva a 14 o número de mortos.

Ameaças

Até as 12h01 o órgão tinha recebido 184 ocorrências. Foram um alagamento de área, 12 alagamentos de imóvel, 21 ameaças de desabamento de imóvel, 20 ameaças de deslizamento de terra, uma árvore caída, uma avaliação de imóvel alagado, 5 desabamentos de imóvel, 9 desabamentos de muro, 7 desabamentos parciais e 107 deslizamentos de terra. Uma pessoa ficou ferida.

A Codesal permanece com o plantão 24 horas atendendo às solicitações pelo telefone gratuito 199.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o tempo deve permanecer encoberto a nublado, com pancadas de chuva. A temperatura deve variar entre 22ºC a 27ºC.

Be Sociable, Share!

Comentários

rosane santana on 28 Abril, 2015 at 18:36 #

A classe política e seus marqueteiros parecem viver numa bolha impermeável. Os marqueteiros, então, provocam risos, com exceções, pois conheço gente inteligentíssima nesse meio. Não é o caso baiano, onde a área de comunicação e marketing não está sob o comando de gente que pensa/vida inteligente. Mas cenas como essa da cabina do helicóptero são puro escárnio. Não produzem efeitos, se querem passar algum tipo de preocupação com os cidadãos e as famílias vítimas de tragédias.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos