abr
27
Postado em 27-04-2015
Arquivado em (Artigos) por vitor em 27-04-2015 13:04


DO EL PAIS

O balanço de vítimas pelo terremoto de intensidade 7,8 que atingiu o Nepal no sábado chegou nesta segunda-feira a 3.726 mortos, segundo números oficiais citados pela Reuters. A chuva que caiu durante a noite, a falta de comunicação e de recursos e os tremores secundários complicam a busca de sobreviventes e o cuidado aos feridos. A Unicef alertou que um milhão de crianças afetadas pelo terremoto precisam urgentemente de ajuda.

As autoridades do país tentam desesperadamente resgatar os sobreviventes dos escombros e atender os milhares de feridos. Muitos deles esperavam atendimento nas ruas empoeiradas de Katmandu, por conta da insuficiência de recursos e a saturação dos hospitais. “Tanto os centros médicos públicos como os privados estão lotados e estão atendendo os pacientes na rua”, alerta o embaixador do Nepal na Índia.

O país declarou estado de emergência nacional e o primeiro-ministro, Sushil Koirala, que retornou apressadamente na noite de domingo de uma viagem oficial à Indonésia, solicitou a colaboração de todos e pediu para que não percam a calma apesar dos fortes tremores secundários que continuam sacudindo o terreno. No domingo, registrou-se novo movimento de 6,3 graus.

O abalo causou o colapso de muitos edifícios da capital, sobretudo na periferia, onde encontram-se os bairros mais pobres. Dos que continuam em pé, muitos têm graves problemas de estabilidade. Algumas pessoas tentam levantar os escombros com suas próprias mãos. Outros comparecem para doar o sangue desesperadamente necessitado por hospitais lotados e onde, segundo testemunhas, já não há espaço onde colocar os mortos. As comunicações foram gravemente afetadas e o funcionamento dos telefones e da Internet é, quando muito, esporádico. Os cortes no fornecimento de energia que o país já sofre de maneira crônica aumentaram.

Um dos grandes problemas potenciais em Katmandu é a falta de água potável. O fornecimento de água corrente deixou de funcionar e a água engarrafada já é escassa. Existe também o temor de que as doenças contagiosas aumentem.

Vários países se mobilizaram para apoiar as autoridades nepalesas enviando equipes de resgate e assistência assim como alimentos, mas o esforço humanitário avança com grandes dificuldades. A chuva intensa soma-se às estradas interrompidas e as deficiências estruturais.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos