abr
18

DEU NO BLOG O ANTAGONISTA ( DOS JORNALISTAS DIOGO MAINARDI E

MÁRIO BONFIM)

Márcio Thomaz Bastos e o abismo moral brasileiro

O aspecto mais surpreendente das contas de Antonio Palocci obtidas pela revista Época são os 5,5 milhões de reais que lhe foram dados via Márcio Thomaz Bastos, morto no ano passado.

Foram 3,5 milhões de reais durante a campanha eleitoral de Dilma Rousseff, em 2010, e outros 2 milhões depois que Antonio Palocci se tornou ministro-chefe da Casa Civil. Onze pagamentos redondos, sem qualquer formalidade.

Todas as evidências indicam, portanto, que Márcio Thomaz Bastos era repassador de propinas. Que o escritório de advocacia do ex-MINISTRO DA JUSTIÇA funcionava como pit stop de bola para malandro. É um do pontos mais baixos da história brasileira, tão pródiga em abismos morais.

Be Sociable, Share!

Comentários

luiz alfredo motta fontana on 18 Abril, 2015 at 16:06 #

Não há surpresas!

O toque de “Midas escatológico”, com que Lula o ungiu a ministro explica.

Lula só prestigia os iguais até a segunda página, depois, caso necessário, os sacrifica no altar da sobrevivência.

Bastos evadiu-se antes. Tornou-se assim inimputável.

Não existe donzelas no bordel.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos