DEU NO PORTAL TERRA BRASIL

Fernando Diniz
Direto de Brasília

Um homem foi detido pela Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados depois de soltar cinco roedores no plenário da CPI da Petrobras, na manhã desta quinta-feira. O episódio tumultuou a sessão antes da oitiva do tesoureiro do partido, João Vaccari Neto.

Os roedores (dois ratos, dois hamsters e um esquilo da Mongólia) foram soltos logo após a entrada de Vaccari à sala, que chegou acompanhado por deputados do PT. Um policial legislativo deixou a sala com dois dos animais na mão e foi até a saída do anexo dois. “O que eu faço com eles?”, questionava a jornalistas que tentavam fotografar os roedores.

A ação do manifestante gerou bate boca entre parlamentares – Jorge Solla (PT-BA) acusou o Delegado Waldir (PSDB-GO) de envolvimento no episódio. “Você tem que provar”, reagiu o deputado, que quer desculpas formais do PT.

O relator da CPI, Luiz Sérgio (PT-RJ), acredita em uma atitude encomendada. “Queria registrar minha insatisfação com uma ação encomendada. O circo armado mostra o nível que nós estamos”, disse o relator da CPI, Luiz Sérgio (PT-RJ).

O coordenador da Frente Parlamentar em Defesa dos Animais, Ricardo Izar (PSD-SP), e o deputado Laudívio Carvalho (PMDB-MG) solicitaram à Polícia Legislativa a guarda dos roedores. “Seremos os responsáveis por esses animaizinhos durante todo esse procedimento do processo administrativo e criminal. Receberão todo o tratamento necessário para que possam sobreviver”, disse o peemedebista.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos