Feliz Páscoa! Com as queixas de Lupicínio Rodrigues.

“Oh! Deus, será que o senhor não está vendo isso
Então, por que é que o senhor mandou Cristo
Aqui na terra para semear amor
E quando se tem alguém
Que ama de verdade
Serve de riso pra humanidade
É um covarde, um fraco, um sonhador”

DEU NO POR ESCRITO (BLOG DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

Na tentativa de confundir a opinião pública, dois sofismas gosta de usar o governismo quando trata do escândalo da Petrobras e das manifestações populares contra a presidente Dilma, que têm forte vínculo, justamente, com as revelações da Operação Lava-Jato.

O primeiro é dizer que “a Petrobras não pode ser atingida por atos de seus dirigentes”, como se alguém estivesse querendo levar a estatal ao banco dos réus, julgá-la e puni-la, provavelmente com a privatização a preço de banana.

O que a nação realmente deseja – e assim está sendo verbalizado pelo Ministério Público e pela Justiça Federal – é que sejam apuradas as ilegalidades e responsabilizados seus autores. Nada mais meridiano em países democráticos e civilizados.

Por outro lado, refutar a mobilização nas ruas e nas redes sociais com o argumento de que “a ninguém interessa a ditadura” ultrapassa a fronteira do primarismo, porque não há no Brasil a menor possibilidade de solução política fora da Constituição.

Transformar meras opiniões de lunáticos, saudosistas e analfabetos políticos na perspectiva real de tomada do poder por um golpe militar é fingir não compreender a conjuntura, que não comporta tal “saída” para um país continental, aberto e com 200 milhões de habitantes.


Por Marina Dias, da Folha


A presidente Dilma Rousseff viaja no fim da manhã desta sexta-feira (3) a São Paulo para participar do velório de Thomaz Alckmin, filho mais novo do governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB), morto em um acidente de helicóptero.
Dilma acertou com assessores os detalhes da viagem nesta manhã e ainda decide quem serão os ministros que irão acompanhá-la. Muito provavelmente, viajam com ela nomes ligados à política paulista.
Ainda não há previsão sobre a ida do ex-presidente Lula ao velório. Na noite de quinta-feira (2), dia do acidente que matou Thomaz, Lula colocou um texto em seu Facebook prestando solidariedade à família.

O Palácio do Planalto também emitiu nota de condolências.

  • Arquivos