Cannonball Adderley, para ouvir e torcer pela paz no mundo em companhia de boa música e de músicos extraordinários.

BOA NOITE!!!

(Gilson Nogueira)

DEU NO CORREIO24HORAS

Da Redação

O Vitória derrotou o América-RN por 4 a 2 na tarde deste domingo (29) e garantiu a vaga na semifinal do Nordestão, quando irá enfrentar o Ceará, já classificado desde ontem. O Leão venceu a partida de ida por 1 a 0 e confirmou sua superioridade no Barradão ganhando diante da torcida. Rhayner, de falta, abriu o placar. Ainda marcaram pelo Vitória Vander, Flávio e Luiz Gustavo. Cascata e Max descontaram para o time alvirrubro.

O Leão jogava até pelo empate para passar, mas começou ofensivo. Aos 23 minutos, Rhayner surpreendeu em cobrança de falta e acertou o canto esquerdo de Busatto, abrindo o placar no Barradão. Foi o primeiro gol do atacante de falta na carreira. Ainda no primeiro tempo, o Vitória ampliou com Vander. Rhayner desviou de cabeça e a bola acabou sobrando para o atacante, que chutou de primeira e fez 2 a 0.

Vander marcou segundo gol rubro-negro (Foto: Arisson Marinho)

O América-RN mostrou que ainda estava vivo. Dois minutos depois do segundo gol do Leão, Max deu belo passe para Cascata, que chutou da entrada da área e diminuiu para os visitantes.Mesmo com o gol do América, a partida ainda se desenhava tranquila ao Leão. O América tentou pressionar e aos 4 minutos Emerson teve a chance de empatar, mas perdeu sem goleiro chutando para fora.

Três minutos depois, Rhayner puxou contra-ataque, tocou para Mansur e o lateral cruzou para Flávio mandar no cantinho e ampliar para o Leão.O quarto gol saiu dos pés de Luiz Gustavo. Depois de cobrança de escanteio aos 19 minutos, a defesa do América se atrapalhou e a bola ficou com o meio-campista do Leão, que chutou forte e marcou mais um para o rubro-negro.

Artilheiro do Nordestão, Max ainda diminuiu aos 26, subindo mais que Romário e mandando para as redes bola de Judson. Mas o gol não era suficiente e o que já era difícil ficou ainda mais complicado aos 33, quando Zé Antônio Potiguar foi expulso por carrinho duro em Neto Baiano.


Salvador , amada cidade de todos, fundada para ser a rainha do Atlântico Sul: Nesta data de seu aniversário, ainda distante de cumprir-se o seu destino, pedimos que o santo da Colina Sagrada, ao lados de todos os santos e todos os Orixás, a protejam, guardem e guiem.
FELIZ ANIVERSÁRIO. FELIZ DOMINGO DE FESTA, SALVADOR!!!

(Vitor Hugo Soares)

O tempo passa, inexorável. Um mês já transcorreu desde a partida de Tuna Espinheira. Estou voltando, com Margarida, da igreja onde foi celebrada no começo desta noite de sábado, 28, a missa de trigésimo dia em memória do cineasta admirado dos baianos e querido amigo de muitas e longas jornadas de convivência: de colégio, arte, cultura, bares e vida.

No convite para a missa, a filha dileta Rosa Espinheira sintetizou a razão da celebração de 01 mês, “da passagem do meu pai Tuna Espinheira: Reunir os que amam sempre faz sentido”.
Local: Igreja Nossa Senhora da Assunção, Rua das Rosas 467,  Pituba.
Horário: 19 hs
Te amamos pra sempre meu pai, Rosa & Yarinha (a mulher amada de uma vida inteira).

Tudo acompanhado da distribuição entre os presentes de um belíssimo trabalho de arte gráfica da artista plástica e presente e talentosa amiga de sempre: Lígia Aguiar

Valeu, Tunante. Onde quer que você esteja. Seguramente na área reservada aos escolhidos por merecimentos especiais: grandes de espírito, inteligêcia, generosidade, arte e luz.

VIVA TUNA!! VIVA O CINEMA!!!

(Vitor Hugo Soares)


Andreas: pensamentos sombrios de um piloto doente

DEU NO EL PAIS

Luis Doncel Montabaur

“Um dia todo mundo vai saber o meu nome.” A profecia que Andreas Lubitz fez à namorada acabou se tornando realidade. O jovem piloto que na terça-feira acabou com a vida de outras 149 pessoas era um homem ambicioso, apaixonado pela aviação e com fortes tendências depressivas. Mas também, conforme relata ao jornal Bild a comissária de bordo Maria W., de 26 anos, era uma pessoa obcecada pela capacidade destrutiva dos aviões. “À noite, sonhava com aviões que caiam”, conta. Uma descrição que coincide com a de outro conhecido do piloto, que o descreve como “um freak que a vida toda só quis voar e que tinha o quarto cheio de pôsteres de aviões”.

As investigações começam a revelar a gravidade dos seus problemas. Segundo o jornal Bild am Sonntag, policiais que estiveram num apartamento que Lubitz mantinha em Düsseldorf encontraram provas claras de “uma doença psíquica severa”. As autoridades acharam também vários medicamentos psiquiátricos no imóvel. “O jovem de 27 anos era tratado por vários psiquiatras e neurologistas”, afirma um dos agentes que participam da investigação. Os policiais, por outro lado, não encontraram estupefacientes ou qualquer indício de que o piloto fosse dependente de álcool ou drogas ilícitas. O jornal The New York Times, por sua vez, revela neste sábado que o piloto tinha problemas de visão que complicavam seu futuro profissional, sem descartar que esses problemas tivessem caráter psicossomático.

No relato que faz sobre o ex-namorado, a mulher que se identifica apenas como Maria W. o descreve como um homem “doce”, que lhe dava flores de presente e era carente de amor, mas tinha uma obsessão que não o deixava dormir: seu trabalho. “Falávamos muito de aviões. E então ele se tornava outra pessoa. Agitava-se de repente pelas condições nas quais trabalhávamos ou porque ganhávamos pouco”, recorda.
mais informações

Mas a parte mais horripilante do relato é quando Maria W. recorda os comentários de Andreas nos quais antecipava a tragédia. “Um dia farei uma coisa que mudará todo o sistema. E então todo mundo saberá meu nome e vai se lembrar”, dizia o copiloto. A jovem aeromoça explica que sua relação terminou porque ela logo notou os problemas mentais do rapaz. “De repente se descontrolava nas conversas e gritava comigo. À noite, acordava e berrava porque tinha pesadelos nos quais caía. Eu tinha medo”, conta.

O relato de María W. coincide ponto por ponto com as descrições de outros amigos e conhecidos de Lubitz em Montabaur, a pequena localidade do oeste alemão onde ele vivia com a sua família. Seus colegas do clube de voo LSC Westerwald relataram que a maior paixão da sua vida era voar, especialmente nos Alpes, onde acabou derrubando o voo da Germanwings. Já sua noiva atribui o suicídio à incapacidade de assumir que seus problemas mentais eram um obstáculo à sua carreira profissional. “Fez isso porque percebeu que seus problemas de saúde impediriam seu grande sonho, que era ser capitão de voos de longa distância na Lufthansa”, conclui.

mar
29
Posted on 29-03-2015
Filed Under (Artigos) by vitor on 29-03-2015


Clayton, no jornal O Povo (CE)

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

A emblemática Torre Eiffel, em Paris, esteve na noite deste sábado, 28, com luzes apagadas durante cinco minutos, para assinalar a Hora do Planeta, uma iniciativa que se comemora em todo o mundo contra o aquecimento global.

A Hora do Planeta cumpre-se durante uma hora, mas, por razões de segurança, o monumento mais visitado do mundo só esteve com as luzes desligadas durante cinco minutos, constatou um fotógrafo da agência de notícias francesa AFP.

Ao todo, em Paris, cerca de 300 monumentos estiveram, a partir das 20:30 , às escuras.

Para a organização ambientalista WWF, que promove a iniciativa pela nona vez, a ideia não é poupar eletricidade, mas lembrar o custo do consumo de energia para o planeta e exigir compromissos internacionais fortes para travar o aquecimento global.

Paris vai acolher este ano, entre 30 de novembro e 11 de dezembro, a conferência mundial sobre alterações climáticas.

A Hora do Planeta 2015 teve, de acordo com a WWF, a adesão de mais de 170 países, incluindo Brasil e Portugal.

  • Arquivos