DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

OPINIÃO

Estado voraz só vê o bolso do cidadão

O Estado brasileiro – nas esferas federal, estadual e municipal – não sabe fiscalizar o próprio poleiro, tanto que, onde houver dinheiro público circulando, é praticamente certo que haverá roubo, como comprovam os escândalos que, também em todos os níveis, eclodem regularmente.

No entanto, dispõe-se a vistoriar anualmente todos os automóveis do país com mais de cinco anos de uso, cobrando de seus proprietários pesada taxa, sob o argumento mentiroso de que pretende aumentar a segurança no trânsito, quando quer mesmo é mais dinheiro para a política e a corrupção.

Vivemos em permanente derrama, como Minas Gerais no século XVIII, entregando seu ouro à Coroa e gerando uma reação que levou à forca Tiradentes. Mas na mesma época vivemos, no mundo, outro movimento de combate à injustiça, a Revolução Francesa, cujos valores republicanos o Brasil não importou, nem a guilhotina.

Deixando a história e falando de bolso e cidadania, no caso da Bahia, a Secretaria da Fazenda acaba de elevar a taxa de “vistoria” de R$ 35,10 para R$ 80, um reajuste de 128%, a ser cobrado sobre uma frota estimada em três milhões de veículos. E, fora a escorcha, haverá a perda de tempo e o transtorno a serem sofridos em filas e órgãos públicos.

Esse descaramento a que chamam de vistoria veicular provém do mesmo espírito ladrão que encarnou no setor automobilístico e periodicamente produz um projeto de assalto à sociedade. Há alguns anos, houve a tentativa de retirar das ruas os veículos com mais de dez anos, insensatez que acabou não se consumando.

Pouco tempo depois, ocorreu aquele ridícula iniciativa para tornar obrigatório o uso de kit de primeiros socorros nos carros, também rejeitada. Mais recentemente, mudou-se a especificação dos extintores de incêndio, que, se não vai evitar que o fogo consuma o veículo, certamente engordará o faturamento da indústria e intermediários.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos