Projeto da ponte:propaganda cara e enganosa

======================================================

DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

A ponte Salvador-Itaparica voltou a frequentar o debate na Assembleia Legislativa, hoje, quando o deputado Luciano Ribeiro disse que o Estado “jogou pelo ralo R$ 90 milhões” ao custear estudos para um projeto que “o governo admite que não será levado adiante” por falta de recursos.

Para Ribeiro, há uma dúvida sobre a situação financeira do Estado, pois o secretário da Fazenda, Manoel Vitório, em audiência na Casa, disse que o caixa fechou 2014 com R$ 4,6 bilhões, enquanto o secretário da Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, afirmou ontem aos parlamentares que “não há dinheiro para se reformar pequenos trechos de estrada”.

Com a ajuda de Leur Lomanto Junior (PMDB) e Adolfo Viana (PSDB), Ribeiro questionou “outros milhões” gastos em propaganda de “uma ponte que não vai existir”. Leur lembrou a propaganda da Ferrovia Oeste-Leste, “com os outdoors enfileirados como trens”, criticando a “falta de prioridade”, pois “esse dinheiro deveria ir para a segurança pública”.

A defesa do governo foi feita pelo líder do PT, Rosemberg Pinto, para quem a ponte é “um importante vetor de desenvolvimento para a região do Baixo Sul”, e que, se o governo errou, foi com a construção da Fonte Nova, que não se viabilizou economicamente, cabendo ao Estado arcar com o ônus da falta de uma programação sustentável.

O deputado Hildécio Meireles (PMDB) entrou na polêmica para dizer que o Estado, antes de autorizar tão custoso estudo, deveria pelo menos aguardar o licenciamento ambiental da obra, para dar condições de continuidade ao processo e elaborar o projeto executivo.

Entendendo que esse dinheiro “foi gasto sem observância dos princípios da Lei de Responsabilidade Fiscal”, Meireles fez as contas: com R$ 90 milhões, seria possível construir cerca de 1.800 casas populares ou 450 unidades de saúde da família, ou ainda dois hospitais de atendimento de excelência.

Be Sociable, Share!

Comentários

luiz alfredo motta fontana on 19 Março, 2015 at 8:38 #

Wagner, o menino que agora brinca de Forte Apache, é assim, sonha em ser Napoleão. Por hora é mordomo de Dilma na Base Naval de Aratu.

Talvez, encomende um estudo para um canal ligando Aratu ao Lago do Paranoá (DF).

Dilma vai amar!

As empreiteiras farão fila no BNDES.


luiz alfredo motta fontana on 19 Março, 2015 at 9:52 #

Dúvidas em mar incerto:

Quantas milhas náuticas, de mar calmo, restam ao Wagner?

Gabrielii ainda está aninhado no convés?


luis augusto on 19 Março, 2015 at 21:55 #

Sinto que profetizas: há risco de naufrágio no ferry grego, com tripulantes e passageiros.

O homem continua, via plantação na mídia, se escalando para “articulação”, mas até agora, nada, nem O Globo ajudando.

Não é que o desespero não busque qualquer solução, mas a impressão é de que todo mundo quer distância do cara no Planalto.

E mais: o canal vai ter de ter uma perna para o Yacht Club.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos