mar
16
Postado em 16-03-2015
Arquivado em (Artigos) por vitor em 16-03-2015 13:49


Duque chega à Polícia Federal no Rio de Janeiro

============================================

DEU NO JORNAL O GLOBO

Alessandro Lo Bianco, Cibelle Brito, Germao Oliveira, Jailton de Carvalho, Renato Onofre e Jaqueline Falcão, O Globo

Voltou a ser preso na manhã desta segunda-feira o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato de Souza Duque. A prisão faz parte da 10ª fase da Operação Lava-Jato da Polícia Federal, que cumpre 18 mandados e foi batizada de “Que país é esse?”. A ação conta com 40 policiais no Rio e São Paulo. Desse total, quatro mandados são de prisão temporária e outros 12 de busca e apreensão. Os crimes investigados nesta etapa são associação criminosa, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, uso de documento falso e fraude em licitação.

Duque foi preso em sua casa, na Barra da Tijuca, e não ofereceu resistência. O empresário paulista de origem libanesa Adir Assad, ligado à construtora Delta e investigado na CPI do Cachoeira, também foi preso, em São Paulo. As prisões de Duque e Assad são preventivas, e os detidos serão levados para o Paraná. Segundo a PF, eles ficarão na sede da Superintendência à disposição da Justiça Federal de Curitiba.

Entre outros presos está Lucélio Goes, filho do consultor Mário Goes, também investigado na operação.. Dario Teixeira e Sonia Branco, considerados laranjas de Assad, também tiveram prisão temporária decretada. Assad ainda está em São Paulo, e a PF realiza buscas no escritório dele. Ele deve embarcar por volta das 11h para Curitiba.

De acordo com informações divulgadas pela PF, 131 obras de arte foram apreendidas na casa de Duque. Segundo a superintendência da Polícia Federal no Paraná, o ex-diretor será transferido do Rio para Curitiba, às 17h, em um voo de conercial. A previsão é de que ele desembarque na capital paranaense por volta das 19h.

De acordo com a advogado de Duque, Alexandre Lopes, o ex-diretor da Petrobras ainda permanencia em casa por volta das 8h junto a agentes da Polícia Federal. O advogado disse ainda não ter tido acesso ao processo. Ele disse ter estranhado o pedido.

– Há uma decisão do Supremo por ter colocado em liberdade. É preciso checar se o juiz sabe dessa decisão para ter solicitado a prisão – disse ao GLOBO.

Em São Paulo, Adir Assad foi preso em sua casa por volta das 11h, e segue para Curitiba em uma viatura da PF. A previsão é de que ele chegue à carceragem paranaense por volta das 15h. Segundo advogado de Assad, Miguel Pereira Neto, ao contrário do que se diz, seu cliente não é doleiro ou lobista, mas sim engenheiro civil.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos