mar
10
Posted on 10-03-2015
Filed Under (Artigos) by vitor on 10-03-2015


Expositores e trabalhadores do Salão Internacional da Construção vaiam Dilma Rousseff na chegada da presidente ao evento, em São Paulo

=====================================

DEU NO UOL/FOLHA

DANIELA LIMA
DE SÃO PAULO

A presidente Dilma Rousseff (PT) foi recebida com vaias e gritos de “fora Dilma” e “fora PT” ao chegar no Salão Internacional da Construção em São Paulo na manhã desta terça-feira (10).

A equipe da presidente chegou a modificar o trajeto da petista na tentativa de afastá-la dos expositores e trabalhadores que estavam no local.

No entanto, não conseguiram. Enquanto passeava pelos estandes, Dilma era hostilizada. Em meio às vaias, as pessoas gritavam “PT ladrão!” e “Eu não voto no PT”.

Quando a presidente chegou, apenas trabalhadores e expositores estavam no local, que ainda não havia sido aberto para visitação.

Do lado de fora, ouvindo as vaias, visitantes também xingavam a presidente com palavrões, como “vagabunda”.

Diante da recepção, a presidente fez uma visita de menos de cinco minutos e deixou o local em direção à cerimônia de abertura do evento, quando deve discursar a um público limitado a convidados.

PANELAÇO

No último domingo, durante pronunciamento oficial em rede nacional de rádio e TV pela ocasião do dia da mulher, a presidente foi alvo de buzinaço, panelaço e vaias em ao menos 12 capitais: São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Vitória, Curitiba, Porto Alegre, Goiânia, Belém, Recife, Maceió e Fortaleza.

Nas janelas dos prédios, moradores batiam panelas e xingavam a presidente, enquanto piscavam as luzes dos apartamentos num movimento em parte orquestrado via redes sociais. Para o próximo domingo, movimentos de oposição ao governo organizaram um ato de protesto contra a corrupção na Petrobras e o governo Dilma que deve ocorrer em diversas cidades do país.

REUNIÃO COM LULA

À noite, a presidente irá se reunir com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para conversar sobre a crise política e de popularidade que atinge o governo.

Inicialmente, a reunião estava prevista para ocorrer em São Paulo. Antes de embarcar em Brasília, pela manhã, Dilma decidiu transferir a conversa para a capital federal.

mar
10

BOA TARDE


——————————————————–

Blog: resistência e denúncia aos ataques

===========================================


DEU NO SITE DA ASSOCIAÇÃO BAHIANA DE IMPRENSA (REPRDUZIDO NO SITE POR ESCRITO)

O site da Associação Bahiana de Imprensa (abi-bahia.org.br) publicou o texto a seguir reproduzido, de autoria da jornalista Joseanne Guedes, sob o título “Blog político ‘Por Escrito’ é atacado por hackers e retirado do ar”.

“O blog Por Escrito, um dos mais notáveis espaços baianos de informação política, editado pelo jornalista Luís Augusto Gomes, foi vítima de duas invasões de hackers em menos de quinze dias. Os piratas da internet chegaram a hastear, em comemoração, uma “bandeira” de ocupação do site, que teve que ser reconstruído.

À Associação Bahiana de Imprensa (ABI), Luís Augusto Gomes informou que pretende ir novamente à Polícia Civil prestar queixa do ataque e cobrar responsabilização civil e criminal dos envolvidos, já que na primeira investida teria encontrado fechada a unidade policial. De acordo com o jornalista, o novo site está em pleno funcionamento desde o último sábado (7), apesar dos ajustes que ainda estão sendo operados.

“Com uma aula de texto, inteligência, humor e generosidade, o jornalista Luis Augusto Gomes informa sobre a volta ao ar do blog Por Escrito, que ele edita em Salvador. Sem favor, um dos melhores, mais corajosos e plurais espaços de informação política do País (da Bahia nem se fala), violentamente atacado e insidiosamente retirado do ar por um hacker do mal ou um bando deles, cuja origem está sendo investigada”, divulgou o jornalista Vitor Hugo Soares, no blog Bahia Em Pauta.

“Em um dos posts publicados no espaço reconhecido por sua veia crítica, o editor do Por Escrito, Luís Augusto Gomes, denuncia a situação da imprensa e da liberdade de expressão no Brasil, mas afirma que seguirá resistindo. “A internet veio dar aos jornalistas – e às pessoas de modo geral – o direito de dizer sem restrição o que pensam e levar sua mensagem praticamente a custo zero a qualquer parte do mundo. (…) O ataque de hackers que sofremos duas vezes desde 19 de fevereiro, e que nos deixou sem condições de fazer postagens nos últimos nove dias, é um atentado contra a liberdade de expressão, um crime político que simboliza o risco que correm todos os veículos de comunicação do meio digital. Daí o título do presente artigo, mas com duplo sentido. ‘De volta ao passado’ define a tristeza que nos atinge ao ver que, no Brasil, não estamos livres dos que têm ojeriza ao debate e à livre circulação de ideias. Mas reflete também nossa obstinação de continuar o trabalho brutalmente interrompido”.

Diante de mais essa afronta à liberdade de imprensa e à liberdade de expressão, o presidente da ABI, Walter Pinheiro, repudiou a ação, que, segundo ele, não se coaduna com os valores de uma sociedade democrática. “Tomamos conhecimento do fato e, de imediato, nos solidarizamos com o jornalista Luís Augusto Gomes pelo lamentável ataque. Uniremos os esforços, junto às autoridades competentes, para cobrar e acompanhar a apuração do crime, sempre tomando por base. defesa da liberdade de imprensa”. O dirigente também informou que o assunto será abordado na reunião da entidade, a ser realizada HOJE, quarta-feira (11).


Nadadora Camille e mais nove morrem no desastre

DEU NO ESTADÃO

Campeã olímpica em Londres-2012, a nadadora francesa Camille Muffat morreu em um acidente de helicóptero na localidade argentina de Villa Castelli, ao norte do país, na tarde desta segunda-feira. Outras nove pessoas, incluindo outro medalhista olímpico, o boxeador Alexis Vastine, também morreram.

Camille e Vastine faziam parte do elenco do reality show “Dropped”, programa do canal francês TF1 em que duas equipes de celebridades tinham como desafio sobreviver em condições extremas até encontrar a civilização.

No momento do acidente, a equipe de dez pessoas estava dividida em dois helicópteros, que eram conduzidos por pilotos argentinos. Segundo informações da polícia da província de La Rioja, as aeronaves se chocaram no ar, embora as condições de voo fossem consideradas boas. Ninguém sobreviveu.

Considerada a maior estrela da natação francesa na atualidade, Camille tinha 25 anos e havia anunciado uma parada em sua carreira esportiva em julho de 2014. Na Olimpíada de Londres, ela venceu os 400 metros livre, foi prata nos 200 metros livre e bronze no 4 x 200 metros livre. No mesmo ano bateu dois recordes mundiais em piscina curta, nos 400 metros e 800 metros livre. No Mundial de Barcelona, em 2013, sua última grande competição, ela foi bronze nos 200 metros livre e ficou em sétimo lugar nos 400 metros.

BOM DIA!!!


Dilma em evento para sancionar a lei do feminicídio.
/ UESLEI MARCELINO (REUTERS


DEU NO EL PAIS (EDIÇÃO DO BRASIL)

O dia seguinte à batidas de panelas contra a presidenta Dilma Rousseff não passou em brancas nuvens no Planalto, como era de se esperar. Coube ao ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, minimizar as manifestações, logo na manhã desta segunda-feira, durante uma coletiva para tratar dos assuntos pertinentes ao ajuste fiscal. Segundo Mercadante, os protestos coincidiram com o locais em que a presidenta sofreu derrota eleitoral em outubro do ano passado. Horas mais tarde, Dilma também se pronunciou sobre o assunto e disse que os protestos são legítimos, mas que a defesa de um “terceiro turno” seria uma “ruptura da democracia”.

“Eu acho que há que se caracterizar as razões para o impeachment e não o terceiro turno das eleições. O que não é possível no Brasil é a gente não aceitar as regras do jogo democrático”, afirmou a presidenta após evento no Palácio do Planalto para sancionar a lei do feminicídio,que prevê penas mais duras para crimes de gênero contra as mulheres. “A eleição acabou, houve primeiro e houve segundo turno. Terceiro turno das eleições, para qualquer cidadão brasileiro, não pode ocorrer, a não ser que você queira uma ruptura democrática”, completou.

Assim como o ministro, dirigentes do PT avaliaram o panelaço como um movimento que fracassou. O secretário nacional de comunicação do partido, José Américo Dias, afirmou que a reação ao discurso foi uma “orquestração com viés golpista” restrito a setores da “burguesia e da classe média alta”. “Tem circulado clipes eletrônicos sofisticados nas redes, o que indica a presença e o financiamento de partidos de oposição a essa mobilização”, afirmou José Américo. “Mas foi um movimento restrito que não se ampliou como queriam seus organizadores”, completou.

Apesar do partido ter relativizado o panelaço, o movimento gerou preocupação no Governo. O Planalto tem monitorado o movimento nas redes, e principalmente as confirmações que têm sido feitas para os eventos anti-Dilma, marcados para o próximo dia 15. O número de pessoas que prometem engrossar os protestos neste domingo cresceu rapidamente nas últimas semanas, e com o panelaço deste domingo, ganham ainda mais audiência. Em meio ao temor que o ato contra a presidenta tome proporção maior que a esperada, Dilma vai se reunir com o ex-presidente Lula, nesta terça-feira, em São Paulo. O encontro, certamente, vai tratar as reações durante o pronunciamento de Dilma na TV. Na reunião, os dois devem discutir além das manifestações, a crise política no Congresso.

O barulho dos protestos deixou em segundo plano questões cruciais para o Governo. Em coletiva de imprensa, Mercadante apoiou o pronunciamento da presidenta no dia anterior, no qual defendeu as últimas medidas econômicas adotadas para viabilizar o crescimento do país. O ministro comparou o ajuste a uma ida ao dentista. “Ninguém quer, mas tem que ir. Temos que fazer o ajuste fiscal e quanto mais rápido, melhor”, afirmou.

Para Mercadante, o diálogo e a tolerância são importantes para criar uma agenda de convergência que ajude o país a superar as dificuldades conjunturais e assegurar a estabilidade economia e a recuperação do crescimento econômico. A questão é como refazer as pontes com o Congresso, necessárias para retomar o tal diálogo.
Repercussão nas redes

Desde o pronunciamento de Dilma, a internet se transformou em palco de manifestações contra e a favor da presidenta. No Twitter, a hashtag #VaiaDilma atingiu o primeiro lugar nos Trend Topics do Twitter, durante a madrugada, e continuava na lista na tarde desta segunda-feira. A reação negativa ao pronunciamento também invadiu a página de Dilma no Facebook. Centenas de comentários foram postados abaixo do vídeo do pronunciamento postado na página e o mais curtidos eram de críticas à presidente.

mar
10
Posted on 10-03-2015
Filed Under (Artigos) by vitor on 10-03-2015


Samuca, no Diário de Pernambuco

mar
10

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

Dez pessoas morreram hoje na sequência da colisão de dois helicópteros em pleno voo, na zona turística de La Rioja, norte da Argentina, anunciou o Governo da província.

«Há dez mortos. Não há sobreviventes», afirmou César Angulo à cadeia de informação Todo Notícias. Alguns dos mortos eram franceses que participavam nas filmagens de um programa de entretenimento.

O acidente deu-se perto da localidade de Villa Castelli, a cerca de 400 quilômetros da capital da província de La Rioja, durante a tarde de ontem,9, e com condições climatéricas normais.

César Angulo disse que os helicópteros pertenciam um ao Governo de La Rioja e o outro ao Governo da província vizinha de Santiago del Estero.

Citando as autoridades da província, a AFP noticiou que no acidente morreram vários franceses que participavam nas filmagens de um «reality show» e que os helicópteros tinham sido alugados pela produção do programa.

  • Arquivos