A Tarde: crise vem de longe e só aumenta

=======================================

DEU NO BLOG GENTE & MERCADO (DA JORNALISTA SARA BARNUEVO).

O centenário jornal A TARDE, um dos veículos de comunicação mais tradicionais da Bahia, poderá ser vendido ainda no primeiro semestre deste ano. Segundo informações de funcionários que não quiseram se identificar, o dirigente do grupo, André Blumberg, teria reunido os colaboradores do vespertino para falar sobre o assunto.

Na reunião, Blumberg teria dito que foram feitas duas propostas para o veículo. A primeira trataria da venda do terreno onde funciona o jornal. Já a segunda, consistiria na aquisição do veículo por um consórcio formado por três empresários: um da área de entretenimento, um da construção civil e outro do mercado publicitário.

Ainda segundo a fonte que procurou o Gente & Mercado, o prazo para conclusão do negócio seria o dia 30 de junho. Nos últimos dez anos, o Jornal A TARDE diminuiu bastante o seu quadro de funcionários, extinguiu o projeto de Web TV e reduziu o número de profissionais em seu portal de internet, além de encerrar as atividades de jornalismo na programação da sua emissora de rádio.

O grupo está vivendo um período de recuperação, iniciado após a chegada de Blumberg e Vagnaldo Marinheiro, que anos depois foi substituído pela atual diretora de Redação, Mariana Carneiro. Apesar da curva ascendente, profissionais que compõem o quadro atual do jornal temem pelo futuro, caso a venda do jornal seja concretizada.

Salve Mamonas!

BOA TARDE!!!

DEU NO EXTRA, HÁ TRES ANOS.

Ana Carolina de Souza

Foi dia 2 de março de 1996. O avião onde estavam os cinco integrantes dos Mamonas Assassinas bateu na Serra da Cantareira, em São Paulo, matando todos a bordo. Hoje, 16 anos depois ( 19 ANOS NESTE 2 DE MARÇO DE 2015)), os músicos continuam sendo lembrados com carinho.

Na internet, fãs fazem homenagem no Facebook e no Twitter (o termo Mamonas Assassinas está nos trending topics Brasil desde cedo). Leia abaixo algumas postagens dos fãs.

================
No BP um sucesso consagrador do conjunto liderado por Dinho ( o garoto baiano de Irecê criado em Guarulhos(SP) onde o conjunto nasceu.

BOA TARDE!!!


DEU NO PORTAL METRO1

O secretário de Relações Institucionais do governo do estado, Josias Gomes, falou sobre a relação do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo (PDT), com o Executivo Estadual em entrevista à Rádio Metrópole. “É uma relação boa. Temos muitos parlamentares reeleitos que já tinham uma tratativa com o governo anterior, que agora se mantêm. O presidente da Assembleia é um deputado experiente, não acho que haja uma relação mais complexa, mas tem essa questão do presidente da Embasa, que é indicação de Nilo, mas não vou me meter nisso”, afirmou.


Tuna Espinheira há 28 anos (1982), nas filmagens
de “O cisne também morre”, abraça o grande poeta baiano
Carlos Anysio Melhor.

=======================================

Cinema e suas sete vidas…

Maria Aparecida Torneros

Art 1 o canal que apresenta Godard, Truffaut e nouvelle vague nesta madrugada de primeiro de março.

Zapeei sem sono e encontrei um tesouro.

O repensar de um cinema francês revolucionando e questionando o conteúdo dos seus roteiros. Falado em francês com imagens incríveis e nostálgicas.

1968 e suas revoltas. Art sétima ou eterna no ocidente. Um presente para o repensar de um mundo em crise. Quando li hoje o artigo de jornalista baiano Vitor Hugo Soares homenageando o cineasta conterrârneo Tuna. .. vi-me enredada em ideologias de realidade e fantasia.

Sigo assistindo o documentário do Art 1 e revejo a imaginação criativa de um grupo que sonhou fazer cinema de reflexão social e comportamental.

Reproduzem cenas e diálogos. Personagens fortes trazidos à tela por Trauffat e Godard. O rompimento. As divergências e as cartas de afastamento.
A melancolia do fim da nouvelle vague. E o triunfo do cinema de bilheteria. Será? Vem da Bahia um lamento protesto e de lá pode vir muito mais. O mundo do Oscar e do Caesar são dois lados da mesma moeda.

O cinema alternativo e independente. As co-produções. Quem sabe asiáticos indianos e sulamericanos invadam este campo?

Sétima arte pode ter fôlego de Sete vidas e ressurgir logo. Por que não?

Cida Torneros, jornalista e escritora, mora no Rio de Janeiro. É editora do Blog da Mulher Necessária.


BOM DIA!!!


Linha de frente do protesto em Moscou.
/ SERGEI ILNITSKY (EFE) / VÍDEO: ATLAS

DO EL PAIS

Milhares de pessoas marcharam neste domingo em Moscou em homenagem ao líder da oposição Boris Nemtsov, assassinado a tiros nas proximidades do Kremlin, na sexta-feira. O crime contra o carismático ex-vice-primeiro-ministro comoveu a sociedade russa. Nemtsov se junta à lista de outros políticos e parlamentares abatidos por pistoleiros de aluguel, como os deputados Galina Starovoytova e Sergey Yushenkov. Esses tipos de assassinato raramente são elucidados completamente. Desta vez, o Comitê de Investigações ofereceu uma recompensa em dinheiro para quem fornecer informações que ajudem a resolver o caso. Durante a marcha, a polícia prendeu o deputado ucraniano Alexander Goncharenko, membro do Parlamento de seu país. Ainda não se sabe o motivo da detenção.

A marcha começou pouco depois das 15h (9h em Brasília) no centro da capital russa, seguindo por uma das avenidas que correm à margem do rio Moscou até chegar à entrada da Grande Ponte de Pedra, onde ocorreu o assassinato. Ali, os manifestantes depositaram flores, como outras pessoas vinham fazendo individualmente desde a noite de sexta-feira.
mais informações

A maioria dos que marcharam neste domingo é de cidadãos críticos ao regime. A oposição tinha convocado uma manifestação contra a crise no subúrbio de Maryino, mas o ato acabou sendo cancelado por causa da trágica morte de Nemtsov. Em vez disso, pediram autorização para realizar uma marcha fúnebre. Muitas pessoas que não pensavam em ir a Maryino acabaram se unindo à homenagem ao carismático político.

“Os heróis não morrem”, “Morreu pelo futuro da Rússia”, “Suas balas estão em todos nós”, “Lutava pela liberdade na Rússia” foram algumas das frases exibidas em cartazes com a foto de Boris Nemtsov, carregados por cidadãos durante a marcha. A polícia moscovita calcula que cerca de 16.000 pessoas participaram da homenagem, enquanto os organizadores estimam que o ato reuniu 70.000 simpatizantes. Também houve atos de homenagem em outras cidades, entre os quais se destacou uma marcha em São Petersburgo, que juntou 6.000 pessoas.

Por enquanto, a polícia fez poucos avanços em suas investigações. Até agora nenhum suspeito foi detido. Tampouco foi encontrado o carro que os assassinos usaram para fugir. A polícia fez uma busca por pistas no apartamento de Nemtsov e examinou todas as gravações das câmeras de circuito interno de TV instaladas nas vizinhanças do local do crime. Uma delas captou o momento em que Nemtsov foi baleado pelas costas por um homem que logo depois entrou em um carro branco.

O político recebeu quatro disparos e morreu quase instantaneamente, já que uma das balas atingiu seu coração e outra, que entrou pelo pescoço, chegou até seu cérebro. Fontes policiais disseram que os seis cartuchos encontrados na ponte são diferentes, o que os leva a pensar que talvez não se trate de um matador profissional.

Os investigadores estudam todas as versões possíveis, que vão desde uma provocação para desestabilizar o regime até um possível caso passional, passando por negócios, inimizade pessoal, seu trabalho na luta contra a corrupção na Assembleia Provincial de Yaroslav, onde era deputado, sua posição contrária à guerra na Ucrânia e até o fanatismo islâmico. Mas diante da falta de pistas contundentes, o Comitê de Investigação decidiu recompensar com 3 milhões de rublos (quase 140.000 reais) quem fornecer informações para elucidar o caso.

A modelo ucraniana Anna Duritskaya, que acompanhava Nemtsov no momento do crime, recebeu neste domingo a visita do cônsul da Ucrânia depois que um deputado em Kiev denunciou que ela estaria sendo mantida contra a sua vontade em um apartamento em Moscou. Duritskaya é a principal testemunha – há também um rapaz que viu quando dispararam contra o político – e a polícia anunciou que, por causa das investigações em curso, ainda precisa que ela permaneça na capital russa.

mar
02
Posted on 02-03-2015
Filed Under (Artigos) by vitor on 02-03-2015


Sid, no portal de humor digital A Charge Online

  • Arquivos