mar
01
Postado em 01-03-2015
Arquivado em (Artigos) por vitor em 01-03-2015 00:44

ELEGIA

para Tuna Espinheira

Viver é perder quem amamos
sem tempo para despedidas.
E um dia seremos nós
a confrontarmos o segredo
inócuo da vida.
Desbrave essa luz, Tuna,
jogue a câmera nessa luz,
ria e beba muito,
matando as saudades dos seus.
Faça rir aos transeuntes
desse céu largo e iluminado
em luz plúmbea, cinematográfica.
Mostre enfim para Herberto
a beleza que ficou “Cascalho”
em fita. Finalmente assistirão juntos
a Praça da Matriz em festa
Filó Finança comprando tudo
com o bambúrrio na serra.
Bamburraste também muito, Tuna,
pois que agora segues
para o outro mundo
com grandes diamantes
na alma, desses
que brilham
que nem fogo
na palma
da mão

Ângela Vilma

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos