fev
26


O irmão mais velho de Kluiver, com o sangue dele no peito, pede justiça
junto à residência do governador
Foto REUTERS/Carlos Eduardo Ramirez

==================================================

DEU NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS, DE LISBOA

por Susana Salvador

Os estudantes venezuelanos saíram ontem (25) às ruas de Caracas com os cadernos manchados de vermelho para exigir justiça para Kluiver Roa. O jovem de 14 anos morreu na terça-feira, num protesto em Táchira, depois de ter sido atingido com uma bala na cabeça disparada pela polícia. As palavras de ordem eram dirigidas contra o presidente Nicolás Maduro, que condenou esta morte e ordenou uma investigação exaustiva, culpando contudo os “grupos de extrema-direita” que estão “envenenando” os jovens. O agente que teria disparado o tiro está detido.

“Maduro assassino de estudantes”, gritaram os jovens que protestaram frente ao Ministério do Interior e da Justiça. No Twitter, a frase que enchia também os cartazes por todo o país era a mais partilhada (trending topic) na Venezuela. Também através das redes sociais multiplicavam-se os apelos aos protestos. María Corina Machado, ex-deputada crítica do governo venezuelano, apelou a todas as mães que se vestissem de branco e protestassem frente à Nunciatura.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2015
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    232425262728