DEU NO BLOG POR ESCRITO ( DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)

Opinião

Deixa a vida de Quelé

Definir a chamada “cápsula do amor” de um camarote carnavalesco como “um motel suspenso” que reforça a imagem da Bahia como destino de “turismo sexual” é um evidente exagero da deputada Fabíola Mansur e outros (as) feministas de plantão.

Trata-se de alegoria publicitária que pouco acrescenta à dissolução de costumes que vivemos. Não se cobra pela entrada e o tempo de permanência é limitado a 15 minutos, não sendo, portanto, um “serviço” à disposição de clientes.

Ademais, se for o caso do uso do espaço para a chamada conjunção carnal, sexo é uma função fisiológica do ser humano e as pessoas são livres para praticá-lo como, literalmente, desejarem, desde que em privado.

Be Sociable, Share!

Comentários

rosane santana on 16 Fevereiro, 2015 at 12:35 #

Ah, com certeza, Luis, e não me espantrá se nos próximos carnavais tivermos muitas dessas cápsulas pelo circuito. Afinal, carnaval e sexo sempre se combinaram, desde os tempos em que a Castro Alves era um motel livro. Agora o motel é suspenso e permitido pela Prefeitura. Para os homens, então, uma maravilha, não é mesmo? Está na hora de alguém dizer a Neto que a estratégia de transformar Salvador o ano inteiro em um circo, com dividendos particulares, chegou ao limite.


rosane santana on 16 Fevereiro, 2015 at 12:36 #

correção: motel livre


rosane santana on 16 Fevereiro, 2015 at 12:40 #

Acrescente-se: e mesmo os que votaram em Neto e reconhecem estar ele realizando uma boa administração, acham que a festança é excessiva e, com certeza, estimulada por que o show business rende muitos dividendos. É como o petróleo que jorra sem parar!


rosane santana on 16 Fevereiro, 2015 at 12:41 #

correção: porque


rosane santana on 16 Fevereiro, 2015 at 13:13 #

Está claro que aquela capsula que não é do amor coisíssima nenhuma, foi colocada para testar a tolerância e, como a maioria está achando, para se mostrar liberal muitas vezes, uma maravilha, será multiplicada nos próximos carnavais. Certamente, então, alguém dará conta que o bigbrother pegará mal para a imagem de Salvador, reforçando, de fato, a ideia de que a cidade é capital do turismo social, como observou a deputada Fabíola Mansur.


rosane santana on 16 Fevereiro, 2015 at 13:14 #

correção: turismo sexual


luis augusto on 16 Fevereiro, 2015 at 14:44 #

Ró-Ró, é uma honra tê-la como comentarista exclusiva.

Você está certa: talvez por deformação profissional, esse prefeito enveredou pelo festismo. Temos de aguentar democraticamente…


vitor on 16 Fevereiro, 2015 at 15:44 #

Luis

É isso que faz de Rosane Santana uma figura especial:de profissional de jornalismo, de mestre em Historia pela UFBA, educadora, intelectual e mulher necessária, para usar uma expressão de Cida Torneros.
Na hora e nos assuntos em que muitos se escondem, se omitem ou “passam batido” por algum motivo, ela aparece com brilho intelectual e destemor para polemizar.

A integridade e coragem ao dizer o que pensa e sente podem até lhe custar antigas e recentes amizades, mas ela diz e vai em frente. No BP e em outros espaços de informação e debate que ela frequenta.Não é qualquer um que tem uma comentarista como essa. Parabéns!.


rosane santana on 16 Fevereiro, 2015 at 15:45 #

Deformação? Então, tá hein?!!!


rosane santana on 16 Fevereiro, 2015 at 16:22 #

Obrigada, Vitor, pelas referências e lealdade.


luis augusto on 17 Fevereiro, 2015 at 10:49 #

Acho que está havendo um mal-entendido. O “comentarista exclusiva” foi porque você fez seis postagens, apenas um brincadeira. E a “deformação profissional” é dos políticos.

Sobre a cápsula, eu disse o que pensava, você também, e não achei necessário acrescentar nada.

Quanto ao que disse Vítor, conheço essa vulcânica personalidade desde a EBC e o carinho que sempre tive por ela traduz-se no apelido Ro-Ró, que é daquela época.

Acompanhei sua carreira, às vezes de longe, lendo seus artigos e as notícias sobre sua temporada universitária americana, às vezes de perto, nas redações em que fomos colegas.

E digo, não há opinião ou mesmo crítica que faça, de minha parte, abalo nessa velha amizade, que nunca teve papo furado nem chope gelado.


rosane santana on 17 Fevereiro, 2015 at 16:21 #

A recíprica e verdadeira, Luis. bjo.


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2015
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    232425262728