DSK: ex todo poderoso do FMI
vai às barras dos tribunais

=======================================

DEU NO PÚBLICO, DE LISBOA

O antigo diretor do Fundo Monetário Internacional e ex-favorito dos socialistas franceses para candidato às presidenciais de 2012, Dominique Strauss-Kahn, começa nesta segunda-feira a ser julgado por “proxenetismo agravado em reunião”, naquilo que a defesa descreve como “soirées libertinas” e a acusação chama orgias com prostitutas.

Strauss-Kahn deverá estar presente na abertura do processo num tribunal de Lille, apesar de o seu testemunho só estar previsto para a próxima semana. Acusado de ser o principal beneficiário e instigador de festas com prostitutas, DSK garante que pensou sempre que estava a participar em “noitadas libertinas” sem saber que estava com profissionais do sexo remuneradas. Se for condenado, enfrenta uma pena de prisão até dez anos.

O processo conhecido como Carlton começou a tornar-se público mais ou menos ao mesmo tempo que rebentava o escândalo de Nova Iorque, quando o então patrão do FMI foi detido, acusado de violar uma empregada do hotel Sofitel. Esse caso, em 2012, acabou arquivado, depois da acusadora, Nafissatou Diallo, ter chegado a um acordo confidencial com o francês.

A investigação que deu origem ao processo de Lille começou pelo menos no ano anterior, mas demorou algum tempo até que o nome de DSK surgisse nas escutas. Seguindo informações anônimas, a polícia começou a monitorar quem frequentava os hotéis Carlton e Tours de Lille, onde o relações públicas René Kojfer arranjaria prostitutas para alguns clientes.

Nas escutas ao telefone celularl de Kojfer acabou por surgir o nome de Strauss-Kahn. O mesmo aconteceu com os nomes dos empresários David Roquet e Fabrice Paszkowski, parte de um círculo com que Strauss-Kahn gostava de se divertir, ao qual se junta o polícial Jean-Christophe Lagarde.

De acordo com a acusação, os quatro encontraram-se em muitas noitadas – em Lille, mas também em Paris e até em Washington, onde teiam organizado três viagens quando Strauss-Kahn ainda dirigia o FMI (uma dessas festas teria acontecido dois dias antes da prisão por causa da acusação de Nafissatou Diallo).

Aos 65 anos, Strauss-Kahn é acusado num processo com 14 réus. A posição da defesa na fase de instrução mantém-se intocável: o ex-político gostava de festas mas ignorava que se tinha envolvido com prostitutas.

Os juízes de instrução do processo acreditam que ele não podia ignorar que as mulheres eram prostitutas e concluíram que estas festas eram organizadas especialmente para Strauss-Kahn, “o rei da festa”. “É realmente divertido acreditar na sua ingenuidade”, respondeu “Jade” uma das prostitutas ouvida no inquérito, citada por uma fonte judicial.

Segundo uma reportagem que a televisão Canal + vai exibir nesta segunda-feira, citada pela imprensa francesa, o caso envolveu escutas administrativas autorizadas pelo gabinete do primeiro-ministro francês (durante a presidência de Nicolas Sarkozy) entre Junho de 2010 e Fevereiro de 2011. Oficialmente, a investigação só foi aberta a 2 de Fevereiro de 2011.

Tal como aconteceu com o caso do Sofitel, vai voltar a ouvir falar-se de complot: a tese dos advogados de alguns dos réus será a da conspiração contra Strauss-Kahn. “O proxenetismo é uma construção jurídica para encurralar DSK”, diz ao Libération Karl Vandamme, que defende Fabrice Paszkowski, suposto co-organizador das festas. “Por causa da personalidade de um dos acusados, o caso foi insuflado, nunca teria chegado até aqui” de outra forma, diz Hubert Delarue, o advogado de René Kojfer.

Na instrução, o Ministério Público pediu que o caso fosse arquivado mas os juízes decidiram acusar Strauss-Kahn com base numa definição mais lata de proxenetismo, que vai além do sentido comum de beneficiar financeiramente da prostituição de outra pessoa. Eric Dupond-Moretti, advogado de David Roquet diz ao Libération: “Homens que chamam prostitutas a sua casa que acabam por ter relações sexuais com amigos… Isso acontece o tempo todo, e nunca ninguém foi acusado de proxenetismo por isso”.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos

  • Fevereiro 2015
    S T Q Q S S D
    « jan   mar »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    232425262728