jan
10


=========================================


DEU NO UOL/FOLHA

O diretor ficou famoso no início dos anos 70, com filmes policiais como “Cadáveres Ilustres”, “Lucky Luciano” e “O Caso Mattei”, esse último vencedor do Grande Prêmio do festival de Cannes de 1972.

Segundo o jornal “Corriere della Sera”, o diretor e roteirista, que sofria de bronquite, morreu dormindo.

Rosi nasceu em Nápoles, em 1922, e depois de estudar direito, entrou imediatamente para o mundo do entretenimento, primeiro no teatro e depois, gradualmente, no cinema.

Seu primeiro trabalho foi como assistente do diretor Luchino Visconti em “A Terra Tremeu”, de 1948. A colaboração com Visconti continuou em outros projetos, incluindo o filme “Bellissima”, do qual também foi roteirista.

Rosi é considerado um dos mestres dos filmes policiais. Sua obra “Salvatore Giuliano” (1961), sobre o bandido siciliano, lhe rendeu sucesso internacional.

Em 1963, com o filme “Mãos Sobre a Cidade”, ganhou o Leão de Ouro em Veneza e quase dez anos depois, em 1972, levou o Grande Prêmio Festival de Cannes com “O caso Mattei”, que narra a morte, em circunstâncias pouco claras, de Enrico Mattei, o então presidente da companhia petrolífera italiana ENI, em 1962.

Em 2009, recebeu o Urso de Ouro no Festival de Berlim e em 2012, foi homenageado por toda a sua obra no Festival de Veneza.

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos