Levy:o broche do comando da Economia

=========================================================

DEU NO PORTAL TERRA BRASIL

O novo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, assumiu o posto nesta segunda-feira prometendo em seu discurso reequilibrar as contas públicas e disse que possíveis ajustes em alguns tributos serão considerados.

Em seu primeiro discurso no comando da economia do País, Levy disse que o cumprimento das metas fiscais nos próximos anos será um fundamento do novo ciclo de crescimento, acrescentando que o Brasil tem condições de ter equilíbrio nas contas públicas sem redução de benefícios sociais.

Ele ressaltou ainda que qualquer iniciativa tributária terá que ser coerente com a trajetória dos gastos públicos.

“O equilíbrio fiscal em 2015 será fundamento de um novo ciclo de crescimento, assim como a responsabilidade fiscal exercitada na primeira metade da década dos anos 2000 foi condição indispensável para o Brasil ter sucesso na política de inclusão social de milhões de brasileiros”, disse o ministro.

Ele ressaltou ainda que o controle das contas públicas na primeira etapa da década passada também permitiu que o País conduzisse “pela primeira vez na história uma política anticíclica eficaz, como fez em seguida a crise global der 2008.”
publicidade

O novo ministro assume o cargo em meio à crescente deterioração das contas públicas e foi escolhido pela presidente Dilma Rousseff, reeleita em outubro, numa tentativa de recuperar a credibilidade da política econômica e criar as condições para o Brasil voltar a crescer, depois de ter sua economia praticamente estagnada em 2014.

Levy admitiu que esse compromisso fiscal “nem sempre é fácil”, ainda mais levando em conta as “legítimas” demandas da população e a “natural” tendência de se buscar mais conforto imediato. Mas argumentou que muitas vezes isso se dá “com insuficiente atenção ao futuro, mesmo próximo”.

“Esse equilíbrio fiscal é indispensável para a confiança e para o desenvolvimento do crédito, que permite mais empreendedores levarem a frente seus projetos e com isso contribuindo para a geração de emprego, do bem-estar geral.”

Levy disse também ser compromisso de todo o governo “dar um basta” ao sistema patrimonialista e prometeu transparência, ressaltando a importância da estabilidade regulatória. E procurou mostrar confiança com os resultados dos ajustes que serão feitos.

“Com clareza e estabilidade nas políticas públicas, nossa agricultura, extraordinariamente produtiva e crescentemente sustentável, nossos serviços, inclusive os de maior uso tecnológico, e nossas indústrias, das mais tradicionais às de ponta como a aeroespacial, saberão reagir positivamente.”

Nova equipe

Levy anunciou a nova equipe do Ministério da Fazenda, tendo Marcelo Barbosa Saintive como secretário do Tesouro Nacional; Tarcisio Godoy, como secretário-executivo da Fazenda, número dois da pasta; Afonso Arinos de Melo Franco Neto, secretário de Política Econômica; Jorge Rachid, secretário da Receita Federal; Luis Balduino, na Secretaria de Assuntos Internacionais; e Carlos Barreto, à frente do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).

A Seae continuará sob responsabilidade do atual secretário Pablo Fonseca, assim como a Procuradoria-Geral da Fazenda seguirá sob tutela de Adriana Queiroz.

Vai como acompanhamento para a viagem da jornalista Rosane Santana, amiga e polêmica conselheira do BP, que nesta segunda-feira, 5, está viajando de volta da sua idílica Pasárgada no extremo sul do estado (Ponta de Areia é um de seus lugares mais simbólicos) para a Cidade da Bahia.De alma e coração lavados, seguramente, nesta passagem de ano.
BP deseja 2015 feliz e coberto de realizações pessoais e profissionais.

(Vitor Hugo Soares)

jan
05


Ilha de Itaparica vista do Solar do Unhão, em Salvador:sem ponte.
Foto: Gilson Nogueira

==============================================


Ubaldo: elo perdido de Itaparica

CRÔNICA

A ponte não

Gilson Nogueira

O bar de Vevé fechou. O de um amigo de um amigo, o velho Joca, idem. Imagino. Ambos, na Gamboa, em Mar Grande, no município de Vera Cruz, localizado na Ilha de Itaparica, aquela que não é mais a mesma, desde que o diabo resolveu viajar nos finais de semana e em períodos de férias para tomar banho de mar junto aos nativos e moradores sazonais, proprietários de casas na beira de suas praias, e veranistas, e uma tal de ponte ligando-a a Salvador pariu o caos antes da hora.

O sonho acabou, no ritmo do axé. A violência engoliu a paz que reinava ali e João Ubaldo, o inesquecível Jotaú, faz uma falta tão retada que não há mais lágrima para chorar sua ausência. Sem ele, a Ilha não é mais a mesma. O seu sorriso ia de uma ponta a outra de minha alegria por sabê-lo perto. Era uma alegria oceânica. De todos!
Não mais a paz pisando o chão de areia, a sombra das mangueiras aliviando os passos do banhista que não mergulhava no mar da Baía e, sim, na poesia viva de um lugar mágico que Deus criou para ser preservado até o fim dos tempos.

Não há mais a distância que afastava o estresse, a ilusão do paraíso, o brilho distante do progresso, a certeza de uma soneca sem assaltos, o peixe vermelho de olho grande e vivo, o siri dançando no cesto de palha e Brígido prometendo mangas maduras como presente divino, após a feijoada embaixo dos coqueiros que dançavam ao vento de um gênio chamado Dorival.
Não há mais o bába com Chico dando toques de trivela e a lancha de Horacinho deslizando sonhos. Mar Grande de boi passeando na frente da igreja. Nem sinal de uma roda de conversa com um homem de cabeça branca no centro do círculo aquático a comandar o papo com a autoridade natural de um líder de verdade que projetou a Bahia no campo político como nenhum outro.

E procissão de gente indo buscar quem chegava na ponte do Duro para festejar a amizade e as novidades da terra lá longe. O amor pelos caminhos, as casas de telha vã espiando a rotina e o silencio. A Bossa na mesa do barzinho do Galeão e a radiola do operário da palavra tocando o Tamba..

Mar Grande, ontem, visto do Solar do Unhão, durante mais uma Jam no Mam, ao mergulho do Sol, parecia-me dizer, “ Por favor, por favor, a ponte não, a ponte não, seo Migué!!!”

Gilson Nogueira é jornalista, colaborador da primeira hora do BP, batizado “Migué” pelo saudoso radialista e conselheiro do Tribunal de Contas da Bahia, França Teixeira, na época de ouro do rádio esportivo baiano.

jan
05
Posted on 05-01-2015
Filed Under (Artigos) by vitor on 05-01-2015


Aroeira, hoje, no jornal Brasil Econômico

jan
05
Posted on 05-01-2015
Filed Under (Artigos) by vitor on 05-01-2015

Magnífico por de sol do primeiro domingo de 2015 em Salvador.
Foto para o BP: Gilson Nogueira


Cel. Anselmo: novo comandante da PM baiana

================================================

Ex-soldado Prisco:deputado tucano com mais de 100 mil votos
========================================================

DEU NO BLOG POR ESCRITO (DO JORNALISTA LUIS AUGUSTO GOMES)


Prisco lidera os trabalhadores em segurança

Deve ser difícil para um coronel da Polícia Militar, com décadas de formação baseada na hierarquia e, pode-se dizer, obediência cega, engolir avaliações e comentários sobre sua indicação ao comando geral proferidos por um ex-soldado, excluído da corporação, afinal, por ato de indisciplina.

Mas essa é a realidade da Bahia, com a qual o coronel Anselmo Brandão terá de conviver, mesmo porque o ex-soldado em questão, Marco Prisco, é uma autoridade constituída, primeiro, como vereador, cujo mandato exerce, e depois, como deputado estadual, cadeira que assumirá no dia 1º de fevereiro.

A eleição de Prisco com 107 mil votos não deixa dúvida quanto a sua ascendência sobre a tropa, tendo sido possível, nas seções eleitorais do último dia 5 de outubro, ouvir soldados e mesmo oficiais telefonando ou dando o recado diretamente: “O número é 45190”.

O prestígio de Prisco não nasceu da noite para o dia. Líder da greve de 2001 e expulso da PM, relatou que teve no então deputado Jaques Wagner um dos maiores incentivadores do movimento. Mas não contou com sua solidariedade quando assumiu o governo do Estado e recusou-se terminantemente a reintegrá-lo, apesar de decisões judiciais favoráveis.

Seguramente, essa posição contribuiu para o crescimento da figura de Prisco, alçado e confirmado na liderança, digamos, sindical, de um efetivo estimado em 30 mil homens, que deixaram de ser oficiais e praças a serviço do Estado e assumiram a simples condição de trabalhadores em segurança pública.

Samuel Machado Filho, no Youtube

Samba exaltação de Bruno Marnet, lançado pela Copacabana em setembro de 1954, no 78 rpm n.o 5327-A, matriz M-953, integrando depois o LP de 10 polegadas “Sucessos de Ângela Maria”, primeiro de uma série. A cantora também o interpretou no filme “Carnaval em Marte”, de Watson Macedo. ?
============================================

Viva o Rio quente quente, a cidade mais quente e maravilhosa que nunca neste começo de 2015 e da temporada de verão que promete!!!

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)

DEU NO BLOG “O ANTAGONISTA” (RECÉM LANÇADO PELOS JORNALISTAS DIOGO MAINARDI E MARIO SABINO)

Quanto custa?

Os jornais noticiaram que Dilma Rousseff passou sua descompostura no ministro Nelson Barbosa diretamente da Base Naval de Aratu, na Bahia, onde descansa, mas ninguém se preocupou em noticiar quanto está custando ao contribuinte esse seu descanso. Dilma viajou com sua filha Paula, sua mãe Dilma Jane, seu neto Gabriel, seu genro, sua tia, seu sobrinho e a mulher de seu sobrinho. A alegre comitiva tomou um helicóptero até o aeroporto de Brasília, voou a Salvador no avião presidencial e seguiu para a Base Naval da Aratu a bordo de outro helicóptero. Dilma e seus parentes devem permanecer de férias até 7 de janeiro. O ministro Nelson Barbosa planeja pagar a conta.

DEU NO PORTAL DE NOTÍCIAS EUROPEU TSF

O Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, anunciou em rede de TV que viajará hoje, 5, para a China, para procurar apoio financeiro após a queda do preço do petróleo, num périplo que o levará também a vários países da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

Numa declaração transmitida pela rádio e pela televisão, Nicolás Maduro disse que vai à China «a convite do seu colega chinês, Xi Jinping, para trabalhar em diversos projetos de caráter econômico, financeiro, energético, tecnológico, educativo e relativos ao desenvolvimento».

O chefe de Estado da Venezuela sublinhou que esses novos projetos são particularmente importantes num contexto marcado por uma «extraordinária queda do preço do petróleo».

Maduro vai também participar na cúpula China-CELAC (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos) que se realiza a 08 e 09 de janeiro.

O preço do barril de petróleo venezuelano caiu mais de 50% desde junho de 2014, estabilizando nos 46,97 dólares em dezembro.

Apesar de a Venezuela ter as maiores reservas de crude do mundo, as suas finanças estão num estado calamitoso devido à queda dos preços, já que o país depende fortemente das suas receitas do petróleo, que lhe garantem 96% das suas divisas.

  • Arquivos