============================================================

DEU NA FOLHA DE S~. PAULO

JOÃO PEDRO PITOMBO
DE SALVADOR

Considerado responsável por um dos maiores prejuízos da história da Petrobras e alvo de ação do Ministério Público por improbidade administrativa, o ex-presidente da estatal José Sergio Gabrielli encerra nesta semana sua atuação como secretário de Planejamento da Bahia em silêncio.

O homem que comandou a empresa por mais de seis anos e chegou a ser cotado para ser o candidato do PT ao governo da Bahia está recluso desde abril, quando surgiram as primeiras denúncias de irregularidades na compra da refinaria de Pasadena (EUA).

Ele tem evitado eventos públicos: foi um dos poucos secretários do governo Jaques Wagner (PT) que faltaram à diplomação do governador eleito, o também petista Rui Costa, duas semanas atrás.

Há aproximadamente dois meses, Gabrielli reuniu seus principais auxiliares e anunciou que não iria fazer parte do novo governo. Até agora, Rui Costa manteve seis dos atuais secretários estaduais.

A confirmação da saída do ex-presidente da Petrobras do secretariado da Bahia foi feita pelo próprio governador, em declaração nesta semana. “Ele não quer. É o momento de cuidar dos projetos da vida dele”, afirmou Costa.

Em privado, aliados do governador eleito dizem que a permanência de Gabrielli poderia contaminar o novo governo com o noticiário negativo associado às investigações sobre o esquema de corrupção descoberto na Petrobras pela Operação Lava Jato.

Segundo aliados, os planos do ex-presidente da Petrobras para 2015 são modestos: vai tirar dois meses para descansar e depois irá se debruçar com advogados sobre a sua defesa. Gabrielli também pretende pedir aposentadoria da UFBA (Universidade Federal da Bahia), onde era professor de economia antes de ser indicado presidente da Petrobras, no início do governo do ex-presidente Lula, em 2003.

É dado como certo que ele continuará conselheiro da petrolífera portuguesa Galp e da Itaúsa, conglomerado que é o principal acionista do banco Itaú. O ex-presidente da Petrobras acumulou essas funções com as de secretário da Bahia nos últimos anos.

Pela participação nos dois conselhos, Gabrielli recebe R$ 960 mil por ano em jetons.

PONTE

O principal projeto lançado por Gabrielli nos três anos em que esteve na secretaria de Planejamento não deve sair do papel tão cedo: uma ponte de 12,2 km entre Salvador e a ilha de Itaparica, cruzando a baía de Todos os Santos.

Orçada em R$ 7 bilhões, a ponte seria a segunda maior do Brasil, atrás apenas da Rio-Niterói. O projeto foi apresentado ao governo e desenvolvido pelas construtoras Odebrecht, OAS e Camargo Corrêa, todas investigadas pela Operação Lava Jato agora.

O governador eleito admite que a crise provocada pelas investigações pode prejudicar o cronograma da obra. Segundo Costa, uma apresentação do projeto foi enviada à presidente Dilma Rousseff. A viabilidade da nova ponte dependerá da aplicação de recursos federais e privados.

A expectativa de Gabrielli era licitar a obra no final deste ano, o que acabou não ocorrendo. Dirigentes da Secretaria Estadual de Planejamento admitem que não existe clima para tocar um projeto deste porte no momento.

O ex-presidente da Petrobras foi procurado pela Folha, mas sua assessoria informou que ele não daria entrevista.


Marcelo e Lumara:desastre no voo para SP
=================================================

DEU NO PORTAL UOL/FOLHA

O empresário Marcelo Müller, um dos herdeiros da Companhia Müller de Bebida e sua família serão enterrados neste domingo (28) em Pirassununga (a 211 km de São Paulo).

O empresário Marcelo Müller, 33, (acionista e neto do fundador do grupo que produz a cachaça Pirassununga 51); sua mulher, a advogada Lumara Rocha da Silva Passos Müller, 31; a filha do casal, Georgia Passos Müller, de dois anos, morreram na queda de um helicóptero neste sábado (27) em Bertioga (a 103 km de São Paulo), no litoral paulista.

De acordo com o IML (Instituto Médico Legal) de São Paulo, os corpos foram liberados por volta das 3h e um representante da família já encaminhou os corpos para Pirassununga.

O instituto também confirmou que identificou a última vítima do acidente, a babá Raquel dos Santos Villasboas, 26. O corpo de Raquel e do piloto da aeronave, Thiago Yamamoto Morais, 33, foram liberados por volta das 8h30.

ACIDENTE

A queda foi em um manguezal próximo ao km 229 da rodovia Rio-Santos, na altura do bairro Sítio São João. No impacto com o solo, a aeronave explodiu. Todos os cinco passageiros morreram carbonizados.

Müller e a mulher decidiram levar a filha para um hospital em São Paulo porque a menina estava com uma virose. A família Müller morava na capital paulista. Eles estavam hospedados na casa de amigos no condomínio Iporanga, onde passaria as festas de final de ano.

Foi então que Müller contratou a Helimarte, que enviou o helicóptero do Campo de Marte (zona norte) para buscá-los.

Pessoas que estavam próximas ao local da queda registraram a aeronave ainda em chamas após o acidente. Pescadores que viram o helicóptero disseram que a aeronave levantou voo do condomínio Iporanga, atravessou um canal e logo caiu.

Técnicos da Aeronáutica foram ao local para apurar as razões do acidente. As causas ainda não estão claras –o tempo estava bom na região. Como parte da investigação, será verificado, por exemplo, se o helicóptero apresentou falha mecânica e se o piloto cometeu erro.

Dona do avião, a Helimarte disse que a aeronave estava em “perfeitas condições de voo” e não quis dizer se o piloto havia reportado alguma falha durante o voo. “Todas as informações estão sendo prestadas às autoridades que investigam a ocorrência”, disse a empresa, que lamentou o acidente.

A aeronave, um Helibras Esquilo prefixo PT-HNC, fabricado em 1989, estava com a situação regular na Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). A inspeção anual de manutenção venceria em fevereiro do ano que vem.

O seguro estava válido, e o piloto tinha habilitação em dia. A Helimarte havia colocado o helicóptero à venda por R$ 3,3 milhões. De 2004 a 2013, helicópteros estiveram envolvidos em 17% dos acidentes aéreos no Brasil, com 189 casos.
lha


A aeronave é um Airbus A320-200 com o número de registo
PK-AXC Foto: Divulgação / Airbus
===================================================

DEU NO JORNAL ZERO HORA, DE PORTO ALEGRE

Um avião da AirAsia que viajava de Surabaya, na Indonésia, para Cingapura perdeu contato com o controle de tráfego aéreo, informou a companhia aérea, segundo a BBC. Jornais locais afirmam que 162 pessoas estariam a bordo — 155 deles passageiros.

Pelo Twitter, a AirAsia disse que a aeronave, cujo número de voo é QZ8501, perdeu contato às 7h24min, no horário local. A aeronave é um Airbus A320-200, com o número de registo PK-AXC.

A empresa também divulgou uma nota, em seu perfil no Facebook, à 1h41min no horário brasileiro de verão, em que lamenta não ter informações sobre o estado dos passageiros e tripulantes do voo, mas promete manter todas as partes informadas assim que tiver novidades disponíveis.

A AirAsia ainda informa que as operações de busca e salvamento estão trabalhando para encontrar o avião desaparecido. Leia a nota na íntegra abaixo.

Os logotipos vermelhos da companhia nas redes coaisis foram trocados por imagens na cor cinza.

OPINIÃO

Geddel deve um ataque ao ministro da Defesa

Nos termos em que foi feita, não parece razoável a investida do ex-ministro Geddel Vieira Lima, via rede social, contra a indicação do governador Jaques Wagner ao Ministério da Defesa.

Pedir à presidente Dilma para dar “mais uma coisinha a ele” e referir-se ao governador como “nosso Galego” não está à altura de um aspirante concreto ao poder no Estado, que concorreu a dois cargos majoritários nos últimos quatro anos.

Para credenciar-se a próximas disputas, tem de interpretar fatos e analisar movimentos dos adversários, especialmente os de grande peso, num nível mínimo de seriedade, deixando a galhofa, que poderia ser apenas um detalhe, a jornalistas metidos a engraçados.

Por exemplo, Wagner abriu um flanco sem tamanho – isso não é bom para ministros da Defesa – ao justificar sua “relação boa” com os militares: “Estudei no Colégio Militar do Rio de Janeiro e até iria seguir carreira, mas depois daqueles episódios todos de 1968, acabei não indo”.

Haverá explicação mais primária para antever um bom desempenho no cargo? Poderá o Brasil conduzir as questões agora levantadas pela Comissão Nacional da Verdade com alguém que chega ao posto evidentemente curvado a pessoas sem nome, que deveriam ser suas subalternas?

Obviamente, o governador da Bahia está longe da especialização nos temas estratégicos que envolvem a atividade de defesa, a qual a rigor, num país de terceira categoria, nem tem grande importância na conjuntura mundial. Não precisamos temer mais o Paraguai. O buraco é mais cima.

Tudo indica que, na cadeira, Wagner terá função homologatória que outros mais preparados do que ele, como José Viegas, tentaram e não conseguiram superar em passado recente. Esse seria um assunto bom para Geddel, com seu conhecimento, desenvolver.

====================================

======================================


A antológica canção romântica francesa em dois sensacionais registros de Iglesias.
O primeiro, na gravação com ritmo e arranjo marcadamente espanhóis.
O segundo uma gravação ao vivo (áudio e vídeo) do histórico show do cantor em Paris (1981), no Julio Iglesias convoca uma senhora parisiense para cantar com ele no palco. Espetacular!
Confira!!!

(Vitor Hugo Soares)

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

O Movimento Passe Livre (MPL), que iniciou uma onda de manifestações no Brasil em junho de 2013, convocou pela rede social Facebook um novo protesto contra o anúncio dos aumentos dos bilhetes do transporte público em São Paulo.

O protesto foi convocado para o próximo dia 9 de janeiro, uma sexta-feira, em frente ao Teatro Municipal de São Paulo, ou seja, próximo da Câmara Municipal. No dia 5, o grupo promoverá uma aula pública contra a cobrança do transporte público, em frente à sede do governo municipal.

O MPL defende a gratuidade do transporte público e em junho de 2013, iniciou protestos contra o aumento das tarifas. As manifestações chamaram a atenção pessoas com interesses diversos, desde melhorias na educação, na saúde e contrárias à realização do Mundial2014, e chegaram a reunir dois milhões de participantes em diferentes cidades pelo país.

Na cidade de São Paulo, o presidente da Câmara anunciou nesta sexta-feira que os bilhetes de ÔNIBUS subirão em 2015 de 3 reais (0,92 euros) para 3,50 reais (1,07 euros).

Também os preços dos TRENS, metro e ônibus intermunicipais serão revistos em alta, mas o governo do Estado de São Paulo ainda não revelou qual o valor do aumento.

dez
28
Posted on 28-12-2014
Filed Under (Artigos) by vitor on 28-12-2014


Duke, no jornal O Tempo (MG)

=====================================================

DEU NO JORNAL A TARDE (COM INFORMAÇÕES DO ESTADÃO)

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, fraturou o tornozelo esquerdo em um “acidente doméstico” na noite desta sexta-feira, 26. O governo argentino não deu mais informações. Na hora do acidente, Cristina estava em sua casa na cidade de Río Gallegos, capital da província de Santa Cruz, feudo político dos Kirchners. A presidente pretendia passar ali o Réveillon.

Após o acidente, a presidente foi levada imediatamente ao hospital da cidade. No entanto, nesse estabelecimento – que há poucos anos foi apresentado pela própria presidente Cristina como um dos mais modernos do sul do país – não funcionava o aparelho para a realização de tomografias. Por este motivo, Cristina foi colocada no Boeing presidencial “Tango 01” e levada para Buenos Aires, onde desembarcou às 23h da sexta-feira. Ela foi transportada em cadeira de rodas e usava óculos escuros.

O esquema de segurança no desembarque foi maior que o costumeiro. Do aeroporto a presidente foi levada para o elegante Hospital Otamendi. Em novembro, a presidente já havia sido internada ali por uma infecção no sigmóide, uma área do cólon. Em outubro de 2013, Cristina foi submetida a uma operação no crânio para drenar um hematoma causado por traumatismo cuja origem nunca foi explicada.

Em 2012, a presidente foi operada da tireoide. Na ocasião, o governo havia anunciado de forma categórica que a presidente tinha câncer nessa glândula. Mas, após a cirurgia, a Casa Rosada admitiu que não havia câncer. Além disso, a presidente Cristina sofre desmaios com frequência. (Ariel Palacios, correspondente)

  • Arquivos