dez
14


Ubaldo premonitório em Viva o Povo Brasileiro:
“Ladrão por todo lado”.

================================================

Deu na coluna política Tempo Presente, assinada pelo jornalista Levi Vasconcelos no jornal A Tarde, edição impressa deste domingo, 14. Nas bancas.

João Ubaldo Ribeiro e a premonição do petrolão

TEMPO PRESENTE
Com Luiz Fernando Lima

Fernando Vita, jornalista de ofício e escritor por opção, por ora conselheiro do TCM, achou uma pérola num trecho de Viva o povo brasileiro, escrito por João Ubaldo Ribeiro, 30 anos atrás, como se petrolão o tivesse inspirado.

No livro, o general Patrício Macário, personagem principal, morre. Enquanto o corpo é velado na igrejinha de São Lourenço, em Itaparica, ladrões pés de chulé fazem a limpa em casas da ilha, a do finado inclusa. E dela levam uma canastra, espécie de bauzinho, onde o morto dizia guardar as suas memórias. Um ladrão fala para o outro:

– O que é que você está vendo agora?

– Ladrão como um corno! Ladrão para dar de pau, ladrão e mentiroso por tudo quanto é lado!

– Muito ladrão aí?

– Chi! Chiii! Nem me fale! E tudo muito bem trajado, uma finura!

– Trajado como, de terno, de duque, de colete e gravata?

– De duque de diagonal, terno de gabardine, gravata de seda, alfinetes de brilhantes, botuaduras de peurulas, sapato de corcodilo, água de cheiro no subaco de vintes contos a gota! Isso quando paisano.

– Tem ladrão fardado?

– Niminfales! Jesus Cristo, ói cuma tem! Menino!

– Tudo entrando nas casas e metendo a mão em tudo dos outros?

– Que nada! Eles nem toca no dinheiro, tudo tem uns cartãozinho, o dinheiro não tem nome de dinheiro.

– Que nome tem o dinheiro?

– Todo tipo de nome. É verba, é dotação, é uma certa quantia, á age, é desage, é numerário, é honorário, é remoneração, é recurso alocado, é propriação de reculso, é comissão, é fis, é contiprestação, é desembolso, é crédio, é transferência, é vestimento, é tanto nome que se eu fosse dizer nunca acabava hoje e tem mais coisa para ver. Dinheiro mesmo é que ninguém fala, todo mundo tem vergonha de falar que quer dinheiro.

– Vergonha de dinheiro aí?

– Grande vergonha! Todo mundo manda o dinheiro para fora e tem tanto acanhamento que, quando alguém conta que eles mandaram o dinheiro para fora, eles ficam acanhados e mandam prender esse dito certo alguém e, se esse dito certo alguém continuar falando no dinheiro que eles malocaram, eles mandam matar esse certo alguém!

Como se vê, as semelhanças com fatos atuais não são meras coincidências.

Be Sociable, Share!

Comentários

rosane santana on 14 dezembro, 2014 at 21:45 #

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos