Dos tempos da Marabá, 16 Toneladas original e versão…

Ouro puro do garimpo musical do leitor do BP que assina Vangelis.Do tempo em que João Gilberto também era ouvinte do serviço de som famoso de Juazeiro(BA) e Petrolina(PE) e sentado na calçada da casa da mãe, dona Patú, do lado baiano do Rio São Francisco, sob um sol de quase 40 graus, tirava um som diferente para a namorada Astrud.

Bendito seja Vangelis por ser leitor e amigo do BP.

Vai para o radialista Perfilino Neto, honra e glória na história do rádio baiano e brasileiro, outro ouvinte juazeirense da antiga e imbatível difusora de Gil Braz.

BOM DIA!!!

(Vitor Hugo Soares)


Dos tempos da Marabá, 16 Toneladas original e versão…

Be Sociable, Share!

Comentários

vangelis.a on 12 novembro, 2014 at 10:28 #

VHS,
Juazeiro tinha dois cinemas Cine Glória, olha aí a influência carioca “Na Glória…”, onde só havia projeções de filmes, pertencia à Igreja Católica, e o Cine Teatro São Francisco, de propriedade particular, onde aconteciam os shows dos artistas da música popular, de Miltinho a Carlos Gonzaga que iniciava o movimento mais moderno, pouco antes da jovem guarda, com o rock Diana, versão da canção norte-americana.

Todavia o show artístico mais marcante na minha infância foi o do Nilo Amaro e seus Cantores de Ébano cantando essa música “O Uirapuru” Seresteiro Cantador do meu Sertão, principalmente quando entrava o refrão “Derim-dão”, palavra que nada significa, apenas compõe o contraponto musical que rima com a palavra Sertão, e também remete, numa digressão, a um possível aumentativo do nome Diadorim, personagem do romance Grande Sertão Veredas de João Guimarães Rosa.
Quando aquele cantor, alto, magricela, vestido num paletó com colete, num calor infernal do verão Juazeirense, soltava a voz de baixo puro a gurizada, e lá eu estava, aplaudia efusivamente.
Terminada a função, já na Rua da Apolo, juntávamos para ver quem conseguia realizar aquela proeza de baixo puro.

Agora imagine um bando de guris, vozes infantis, querendo emitir um som gutural de BAIXO PURO:
“DERIM – DÃO”

Abraços

P.S.: NORIEL VILELA também foi um grande sambista fez sucesso com a música 16 TONELADAS, toneladas de BAIXO PURO.

https://www.youtube.com/watch?v=BTjIwEDkiXk


vangelis.a on 12 novembro, 2014 at 10:42 #

Agora para os mais novos ouvintes, que não tiveram esse privilégio, tem o baixo na voz do cantor Seu Jorge nessa versão(A frescura agora é chamar versão de cover. Pra onde vai a última Flor do Lácio?) da linda canção Changes de David Bowie. Original e versão…

https://www.youtube.com/watch?v=zbnJo88kuP8

https://www.youtube.com/watch?v=WxpX_F0HaHc


regina on 12 novembro, 2014 at 14:19 #

Excelentes escolhas, Vangelis, todas…
Aliás, já conheço seu gosto musical, com o que nos presenteia de vez em quando no Facebook. Agora falta relaxar a prosa, acho que poderíamos ter boas estórias d’aquelas cidades banhadas pelo rio São Francisco ou soteropolitanas…
Regards!!!


Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos