nov
06

=========================================================

DEU NO PORTAL EUROPEU TSF

O guitarrista cigano Manitas de Plata, morreu aos 93 anos, na noite de terça-feira para quarta-feira. A notícia foi revelada esta manhã pela família.

Quando o ouviu tocar, Pablo Picasso não resistiu a exclamar que era mais valioso do que ele.

Quando nasceu na roulote da família, no sul de França, ninguém diria que o pequeno cigano, filho de um vendedor de cavalos, se tornaria num dos maiores virtuosos da guitarra e do flamenco.

Baptizado como Ricardo Baliardo, foi o tio que o incentivou a tocar guitarra, aos 9 anos, sem que soubesse ler uma única nota de música. Aliás, não sabia ler nem escrever, quando começou a tocar em cafés na Côte d’Azur, onde foi ouvido por Jean Cocteau, Salvador Dali ou Pablo Picasso. Passou então a ser conhecido como Manitas de Plata, mãos de prata em espanhol, mas diz quem sabe, que as mãos eram de ouro e os dedos de fada.

Recomendado a produtores nos Estados Unidos, Manitas de Plata acabou por triunfar no Carnegie Hall, em Nova Iorque. partir daí, nunca mais parou. É o artista que vendeu mais discos em França, tem mais de 80 álbuns e vendeu 93 milhões de cópias em todo o mundo. Mas os lucros serviam para alimentar uma vasta prole.
Cristina Lai Men

Be Sociable, Share!
Deixe um comentário
Name:
Email:
Website:
Comments:

  • Arquivos